Hubble capta uma maravilha inclinada no céu

A estreita faixa de estrelas da galáxia NGC 2188 é apenas um efeito de perspectiva; na verdade, essa galáxia é uma espiral barrada, como a Via Láctea

NGC 2188: apesar de parecer uma linha, ela é na verdade uma galáxia espiral barrada como a nossa. Crédito: ESA/Hubble & Nasa, R. Tully

Estrelas azuis e cor de laranja da tênue galáxia NGC 2188 brilham na imagem acima, tirada com o telescópio espacial Hubble, da Nasa/ESA. Embora a NGC 2188 pareça à primeira vista consistir apenas em uma estreita faixa de estrelas, ela é classificada pelos astrônomos como uma galáxia espiral barrada.

Ela aparece assim, do nosso ponto de vista na Terra, conforme o centro e os braços espirais da galáxia estão afastados de nós, com apenas a borda externa muito estreita do disco da galáxia visível. Os astrônomos comparam essa ocorrência a girar um prato em suas mãos para que você veja apenas sua borda externa.

A verdadeira forma da galáxia foi identificada pelo estudo da distribuição das estrelas na protuberância central interna e no disco externo e pela observação das cores das estrelas.

LEIA TAMBÉM: Hubble mostra galáxia que se afasta a velocidade espantosa

Estima-se que a NGC 2188 tenha apenas metade do tamanho da Via Láctea. Ela possui 50 mil anos-luz de diâmetro e está situada na constelação de Columba (a pomba) do hemisfério norte. Nomeada no final dos anos 1500 em função da pomba de Noé das histórias bíblicas, a pequena constelação consiste em muitas estrelas e objetos astronômicos esmaecidos, mas lindos.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança