Hubble destaca o esplendor de uma coadjuvante cósmica

A PGC 29388, protagonista desta foto do telescópio espacial, é uma galáxia elíptica anã, com um número muito menor de estrelas do que a Via Láctea

A galáxia elíptica anã PGC 29388: protagonista na foto, mas uma humilde coadjuvante no concerto cósmico. Crédito: ESA/Hubble & Nasa, T. Armandroff

Por mais bonito que o espaço circundante possa ser, a galáxia cintilante no primeiro plano desta imagem do Telescópio Espacial Hubble, da Nasa/ESA, inegavelmente rouba o show.

Essa galáxia que monopoliza os holofotes, vista em um cenário de galáxias mais distantes de todas as formas e tamanhos, é conhecida como PGC 29388. Embora domine a imagem, a PGC 29388 é uma pequena participante no cenário cósmico e é conhecida como galáxia elíptica anã.

Como o apelido “anã” sugere, a galáxia integra o lado menor das galáxias e possui “meros” 100 milhões a alguns bilhões de estrelas – um número muito pequeno, de fato, quando comparado à população da Via Láctea, de cerca de 250 a 400 bilhões de objetos estelares.

LEIA TAMBÉM: Hubble mostra uma galáxia absolutamente incomum

A galáxia elíptica anã PGC 29388: protagonista na foto, mas uma humilde coadjuvante no concerto cósmico. Crédito: ESA/Hubble & Nasa, T. Armandroff

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança