Hubble mostra novas estrelas na constelação de Perseu

Grupos de estrelas têm menos de 2 milhões de anos de idade

Vista parcial do objeto NGC 1333: berçário estelar. Crédito: Nasa/ESA

Dentro de uma galáxia que hospeda cerca de 300 bilhões de estrelas, o Telescópio Espacial Hubble, da Nasa e da Agência Espacial Europeia (ESA), flagrou aqui apenas algumas delas no objeto astronômico NGC 1333, a nuvem de gás e poeira que as formou. Os dois grupos de estrelas que aparecem na foto são novos em termos astronômicos, com menos de 2 milhões de anos de idade.

O NGC 1333 está localizado a cerca de 1.000 anos-luz de distância, na constelação de Perseu. É também conhecido pelos nomes Ced 16 e LBN 741. O gás frio e a poeira concentrados nessa região do espaço estão gerando novas estrelas, cuja luz é refletida no material circundante, iluminando-o e tornando a presença persistente desse objeto conhecida por nós.

Isso faz do NGC 1333 uma nebulosa de reflexão – uma nuvem de poeira que simplesmente reflete a luz de uma ou mais estrelas vizinhas. Essas nebulosas não são quentes o suficiente para provocar a ionização no gás como as nebulosas de emissão, mas são brilhantes o suficiente para tornarem o gás visível.

LEIA TAMBÉM: Hubble flagra asteroide passando na frente da Nebulosa do Caranguejo

A imagem acima mostra apenas uma única região do NGC 1333. O Hubble fotografou o NGC 1333 mais amplamente antes, revelando que as estrelas vistas aqui têm muita companhia.