Hubble mostra “rosto fantasmagórico” no céu

A colisão de duas galáxias a 704 milhões de anos-luz da Terra e suas consequências moldam a face delineada na foto

O choque de galáxias no sistema Arp-Madore, a mais de 700 milhões de anos-luz da Terra, e as formas que ele criou delinearam as formas de um rosto no espaço. Crédito: Nasa, ESA, J. Dalcanton, B.F. Williams & M. Durbin (Universidade de Washington)

O Halloween se aproxima e a Agência Espacial Europeia (ESA) decidiu homenagear a data com algumas imagens “assombradas” do universo. A reproduzida acima, feita pelo Telescópio Espacial Hubble, da Nasa/ESA, captura duas galáxias de tamanho igual em uma colisão que parece assemelhar-se a um rosto fantasmagórico. Esta observação foi feita em 19 de junho de 2019 em luz visível pela Advanced Camera for Surveys do telescópio.

Embora colisões de galáxias sejam comuns – especialmente no universo primitivo –, a maioria delas não tem impactos frontais, como a colisão que provavelmente criou este sistema Arp-Madore a 704 milhões de anos-luz da Terra. Esse encontro violento propicia ao sistema uma estrutura de anel de retenção, mas apenas por um curto período de tempo. O acidente puxou e esticou os discos de gás, poeira e estrelas das galáxias para fora, formando o anel de intensa formação estelar que molda os recursos do “nariz” e da “face” do sistema.

LEIA TAMBÉM: Cientistas flagram formação de superaglomerado de galáxias