• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Astronomia11/01/2022

Hubble mostra tranquilidade galáctica depois de cataclismo

NGC 976: tranquilidade atual da galáxia contrasta com a explosão de supernova registrada lá. Crédito: ESA/Hubble e Nasa, D. Jones, A. Riess et al.

11/01/22 - 09h35min

Os braços espirais preguiçosamente sinuosos da espetacular galáxia NGC 976 preenchem o quadro desta imagem do telescópio espacial Hubble, da Nasa/ESA. Essa galáxia espiral fica a cerca de 150 milhões de anos-luz da Via Láctea, na constelação de Áries.

Apesar de sua aparência tranquila, a NGC 976 foi palco de um dos fenômenos astronômicos mais violentos conhecidos – uma explosão de supernova. Esses eventos cataclísmicos ocorrem no final da vida de estrelas massivas e podem ofuscar galáxias inteiras por um curto período. As supernovas marcam a morte de estrelas massivas, mas também são responsáveis ​​pela criação de elementos pesados ​​que são incorporados às gerações posteriores de estrelas e planetas.

As supernovas são ainda uma ajuda útil para os astrônomos que medem as distâncias a galáxias distantes. A quantidade de energia lançada no espaço por explosões de supernovas é muito uniforme. Isso permite aos astrônomos estimar suas distâncias a partir do brilho que elas parecem ter quando vistas da Terra.

Esta imagem – que foi criada usando dados da Wide Field Camera 3 do Hubble – vem de uma grande coleção de observações do Hubble de galáxias próximas que hospedam supernovas, bem como uma classe pulsante de estrelas conhecidas como variáveis ​​Cefeidas. Tanto as Cefeidas quanto as supernovas são usadas para medir distâncias astronômicas, e as galáxias contendo os dois objetos fornecem laboratórios naturais úteis onde os dois métodos podem ser calibrados um contra o outro.

Saiba mais

+ CPF do remetente deverá constar nas encomendas enviadas pelos Correios
+ Por que Saturno é tão temido?
+ Astrônomos chegam a consenso sobre a idade do universo
+ Fã ‘faz diagnóstico’ de hérnia em Rafa Kalimann, que confirma
+ Corpo de responsável por câmeras de clube onde petista foi assassinado é encontrado no Paraná
+ Por que Saturno é tão temido?
+ Veja objetos, símbolos e amuletos que atraem riqueza
+ Anitta conta o que a levou a fazer tatuagem no ânus
+ Ancestral humano desconhecido deixou pegadas estranhas na África


Cefeida