IBGE: Brasil tem 3.300 espécies da flora e fauna ameaçados de extinção

Mata Atlântica aparece como o bioma mais prejudicado, em levantamento que usa dados de 2014 – sem considerar, por exemplo, as queimadas posteriores na Amazônia e no Pantanal

Mata Atlântica: bioma mais ameaçado. Crédito: Heris Luiz Cordeiro Rocha/Wikimedia

Um levantamento publicado em 5 de novembro pelo IBGE mostrou que 20% das espécies brasileiras de animais e plantas estavam ameaçadas em 2014 – quase 3,3 mil. Desse total, 1.989 estavam na Mata Atlântica, o bioma mais afetado. A pesquisa “Contas de Ecossistemas” analisou a situação da biodiversidade no país, a partir das espécies de fauna e flora listadas pelo Centro Nacional de Conservação da Flora do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (CNCFlora/JBRJ) e pelo ICMBio.

Das espécies consideradas ameaçadas, 0,06% estão extintas; 0,01% estão extintas na natureza; 4,73% estão criticamente em perigo; 9,35% estão em perigo; e 5,74% estão vulneráveis.

Além de ser o bioma mais ameaçado em números absolutos, a Mata Atlântica também é o mais ameaçado em termos proporcionais (25%), seguida por Cerrado (1.061 espécies, 19,7%), Caatinga (366 espécies, 18,2%) e Pampa (194 espécies, 14,5%). Já Pantanal e Amazônia se encontram na outra ponta, com os menores números absolutos e proporcionais de espécies ameaçadas de 54 (3,8%) e 278 (4,7%), respectivamente.

LEIA TAMBÉM:

Os resultados da pesquisa do IBGE foram manchete em veículos como “Estadão”, “Folha de S. Paulo”, “Metrópoles”, “O Globo”, UOL e “Valor Econômico”.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança