Japão baixa instruções sobre possíveis encontros com UFOs

Membros das Forças de Autodefesa do país deverão registrar eventos do gênero em câmeras e analisá-los o máximo possível

OVNI: Japão estabelece procedimentos para o caso de membros de suas Forças de Autodefesa avistarem algum. Crédito: Christian Plass/Pixabay

O ministro da Defesa do Japão, Taro Kono, passou instruções às Forças de Autodefesa do país (SDF) em 14 de setembro sobre o que fazer na eventualidade de avistarem objetos voadores não identificados (OVNIs, ou UFOs na sigla em inglês) que possam representar uma ameaça à segurança nacional, informou a agência japonesa Kyodo News.

Kono – que no passado afirmou não acreditar na existência de OVNIs – incumbiu os membros da SDF que registrem em câmera qualquer fenômeno do gênero que possam detectar e o analisem o máximo possível. As informações vindas de fontes civis também devem ser avaliadas, segundo a instrução.

O ministro da Defesa japonês divulgou sua orientação após reunir-se com o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, em Guam, no final de agosto. Durante o encontro, o tema foi mencionado como uma nova área potencial de cooperação de segurança Japão-EUA.

LEIA TAMBÉM: Pentágono lança três vídeos de OVNIs feitos por pilotos da Marinha

Segundo o Ministério da Defesa japonês, até hoje não se registraram casos de encontros de membros da SDF com OVNIs. Mas a decisão pode estar relacionada a uma iniciativa americana na área. No início de agosto, o Departamento de Defesa dos EUA anunciou a criação de uma Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados.

Drones de tecnologia avançada

A nova unidade surgiu após o Pentágono autorizar, em abril, o lançamento de três vídeos com “fenômenos aéreos não identificados” já conhecidos publicamente. Na esteira dessa divulgação, Kono havia declarado que criaria procedimentos para a SDF na eventual detecção de tais veículos.

Segundo o ministério japonês, as medidas também cobrem a possibilidade de que esses objetos sejam drones terrestres de tecnologia mais avançada.

Apesar da falta de registros oficiais sobre encontros com OVNIs, pelo menos uma menção ao tema vinda de fonte importante foi feita nos últimos tempos no Japão. Em seu livro de 2009 Very Strange Things I’ve Encountered (“Coisas Muito Estranhas que Encontrei”), a esposa do ex-primeiro-ministro japonês Yukio Hatoyama alegou que certa vez foi abduzida por alienígenas.

“Enquanto meu corpo estava dormindo, acho que minha alma viajou em um OVNI triangular e foi para Vênus”, afirmou Miyuki Hatoyama, segundo a agência Reuters. “Era um lugar muito bonito e muito verde.” Como lembra o site IFLScience ao abordar o assunto, Vênus (que está no noticiário da semana pela informação da descoberta de um gás possivelmente associado à vida na sua atmosfera), com suas temperaturas acima de 400 °C, muito dificilmente teria algum lugar verde aonde a srª Hatoyama pudesse ir.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança