Luiz Gasparetto (1949-2018)

Filho de Zíbia Gasparetto, Luiz Antonio Gasparetto, que perdeu a luta contra um câncer de pulmão em maio, foi o mais notável médium de pintura (psicopictografia) do Brasil

Luiz Antonio Gasparetto, que em 3 de maio perdeu a luta contra um câncer de pulmão, foi o mais notável médium de pintura (psicopictografia) do Brasil. Filho da também médium (de psicografia) Zíbia Gasparetto, ele foi apresentado nos anos 1970 à jornalista Elsie Dubugras, de PLANETA, que convocou um grupo de pesquisadores, entre eles o inglês Guy Playfair e o brasileiro Hernani Guimarães Andrade, para estudar os dons do rapaz. Com a avaliação positiva obtida, Elsie divulgou o trabalho de Gasparetto no Brasil e no mundo. Ele pintava, com as mãos e os pés, obras assinadas por mestres como Toulouse-Lautrec, Picasso, Renoir, Monet, Da Vinci e Modigliani. A partir dos anos 1980, Gasparetto, formado em psicologia, afastou-se do espiritismo e, orientado pelo espírito Calunga, passou a propor uma linha espiritualista mais marcada pela autoajuda. Além de escrever vários livros sobre esses temas, Gasparetto deu cursos e apresentou programas no rádio, na TV e seu canal no YouTube.

blog comments powered by Disqus