Marca de óleo de cozinha se empenha no reaproveitamento do produto

Cargill já redirecionou 3 milhões de litros de óleo vegetal usados para se tornarem matéria-prima de novos produtos mais sustentáveis, como biodiesel

O Programa Ação Renove o Meio Ambiente da Cargill, endossado pela marca de óleos Liza, bateu em 2018 a marca de 3 milhões de litros de óleo vegetal usados coletados e transformados em matéria-prima para novos produtos mais sustentáveis, como biodiesel, combustível de fonte limpa e renovável.

Quando o óleo usado na cozinha é jogado na pia, no ralo ou mesmo no lixo comum, ele contamina água, solo e facilita a ocorrência de enchentes. Isso porque o óleo dificilmente se decompõe. Quando na superfície da água, ele impede a entrada da luz que alimentaria os fitoplânctons, organismos essenciais para a cadeia alimentar aquática. Quando atinge o solo, o óleo o impermeabiliza, dificultando o escoamento de água das chuvas. Para evitar essas situações, a solução é simples: juntar o óleo usado em garrafas pet previamente limpas e entregar o material em postos de coleta.

Criada em 2010, a iniciativa da Cargill, que oferece uma alternativa prática e sustentável para o descarte ambientalmente correto do óleo de cozinha usado, articula parcerias com redes de supermercados, shoppings, empresas, ONGs e prefeituras para implantação de mais de mil pontos de coleta de óleo residual em dez estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pará). O programa conta com mais de 20 parcerias.

A lista com todos os pontos de coleta está disponível em liza.com.br/sustentabilidade.