Meteoritos ‘primitivos’ contêm segredos da origem do Sistema Solar

Minúsculos grãos minerais de meteoritos estão revelando quais ingredientes entraram na formação do Sistema Solar, há mais de 4,5 bilhões de anos

Meteoritos primitivos: pistas sobre alguns dos processos iniciais de formação do Sistema Solar. Crédito: Jaanus Jagomägi/Unsplash

Descobertas de uma equipe internacional de cientistas desafiam os modelos existentes de formação do Sistema Solar em nível químico. Elas foram publicadas na revista Science Advances.

O dr. Bruce Charlier, da Universidade Victoria (Nova Zelândia), e seus colaboradores, o professor assistente François Tissot, do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech, nos EUA), e o professor Nicolas Dauphas, da Universidade de Chicago (EUA), demonstraram a complexidade dos meteoritos primitivos, como o conhecido e estudado meteorito Allende, que caiu no México em fevereiro de 1969.

“Meteoritos primitivos são raros porque são os pedaços que ficaram voando e não foram incorporados aos planetas”, disse Charlier. “Portanto, eles contêm pistas sobre alguns desses processos iniciais. Esses meteoritos primitivos são feitos de vários componentes diferentes, com histórias diferentes e formados em condições diferentes.”

Grandes diferenças

Ele prosseguiu: “Alguns dos componentes são, na verdade, respingos de fusão formados durante impactos de asteroides. Além disso, há muita poeira carbonácea, mas os componentes mais antigos dessa mistura são chamados de inclusões de cálcio-alumínio (CAIs, na sigla em inglês). Considera-se amplamente que eles foram condensados ​​de um gás de alta temperatura enquanto o Sol estava se formando. Isso os torna muito diferentes dos minerais que você pode encontrar em uma rocha ígnea na Terra, que se cristalizou de um magma. ”

No artigo, Charlier e seus colegas descrevem evidências de grãos pré-solares encontrados nos próprios CAIs. Isso mostra que o processo é mais complexo do que se pensava anteriormente.

A pesquisa sobre CAIs e composição de meteoritos é um trabalho altamente técnico e detalhado, exigindo instrumentos científicos especializados. Charlier e sua equipe estão dividindo os CAIs em componentes ainda menores. É como o equivalente astronômico das bonecas russas matrioscas empilhadas.

Eles usam um processo químico chamado lixiviação por etapas para dissolver gradativamente os componentes dos CAIs em diferentes intensidades de ácido. Em seguida, estudam as diferentes frações usando um espectrômetro de massa de ionização térmica.

Exótico e inesperado

“A lixiviação em etapas é um instrumento um tanto cego porque você não tem certeza do que exatamente está destruindo a cada etapa”, disse Charlier. “Mas o cerne do que descobrimos é que, depois que você removeu 99% dos componentes comuns dentro dos CAIs, o que resta é algo altamente exótico que não esperávamos. Esses materiais altamente resistentes são, pensamos, minúsculos grãos pré-solares anteriores ao nosso Sistema Solar, porque quando você mede sua composição isotópica e química no espectrômetro de massa, eles são muito, muito diferentes de qualquer outra coisa que você encontra.”

Charlier continuou: “Os grãos pré-solares foram isolados da matriz de meteoritos primitivos antes. Mas o que descobrimos é que os grãos pré-solares são preservados dentro dos CAIs e, na verdade, são bem diferentes. Isso é realmente interessante. Queremos saber qual é a natureza desse material e como ele se encaixa na mistura de ingredientes que formaram a receita dos planetas.”

Os grãos pré-solares têm idade entre 4,567 bilhões de anos, quando o Sistema Solar foi formado, e 13,8 bilhões de anos, na época do Big Bang. Eles representam os vestígios de material remanescente do nascimento do Sistema Solar.

Saiba mais
+ Carolina Dieckmann pede R$ 9 milhões por mansão no Rio
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua