• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Astronomia03/11/2021

Misteriosa ‘superbolha’ esvazia nebulosa em nova imagem do Hubble

Nebulosa N44: buraco de 250 anos-luz de largura ainda inexplicado. Crédito: Nasa, ESA, V. Ksoll e D. Gouliermis (Universidade de Heidelberg), et al.; Processamento: Gladys Kober (Nasa/Universidade Católica da América)

03/11/21 - 09h16min

N44 é uma nebulosa complexa cheia de gás hidrogênio brilhante, faixas escuras de poeira, estrelas massivas e muitas populações de estrelas de diferentes idades. Localizada na Grande Nuvem de Magalhães, ela se estende por cerca de 1.000 anos-luz. Sua distância da Terra é de cerca de 170 mil anos-luz.

Uma de suas características mais distintas é a lacuna escura e estrelada chamada de “superbolha”. Ela é visível na região central superior da imagem acima, obtida pelo telescópio espacial Hubble, da Nasa/ESA.

O buraco tem cerca de 250 anos-luz de largura e sua presença ainda é um mistério. Os ventos estelares expelidos por estrelas massivas no interior da bolha podem ter afastado o gás. Isso, porém, não combina com as velocidades do vento medidas na bolha. Outra possibilidade, uma vez que a nebulosa está cheia de estrelas massivas que expirariam em explosões titânicas, é que as camadas em expansão de velhas supernovas esculpiram a caverna cósmica.

Formação estelar

Os astrônomos encontraram um remanescente de supernova nas proximidades da superbolha. Eles também identificaram uma diferença de idade de aproximadamente 5 milhões de anos entre as estrelas de dentro da superbolha e na sua borda, indicando múltiplos eventos de formação estelar de reação em cadeia. A área de um azul profundo na posição de cerca de 5 horas em torno da superbolha é uma das regiões mais quentes da nebulosa e a área de formação estelar mais intensa.

A N44 é uma nebulosa de emissão. Isso significa que seu gás foi energizado, ou ionizado, pela radiação de estrelas próximas. À medida que o gás ionizado começa a resfriar de seu estado de energia superior para um estado de energia inferior, ele emite energia na forma de luz. Em consequência, a nebulosa brilha.

Saiba mais
+ Carolina Dieckmann pede R$ 9 milhões por mansão no Rio
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua

bolha