Morre uma das tartarugas mais raras do mundo

Tartaruga gigante de casco mole de Yangtze morre em zoológico na China / Foto: Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos
Tartaruga gigante de casco mole de Yangtze morre em zoológico na China / Foto: Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos

Morreu uma fêmea da espécie de tartaruga mais rara do mundo: a tartaruga gigante de casco mole de Yangtze.

A espécie está cada vez mais próxima da extinção, já que sobraram apenas três membros conhecidos dela no mundo.

A tartaruga, com estimados 90 anos, morreu no zoológico da cidade chinesa de Suzhou no sábado. A morte aconteceu um dia depois que a equipe da unidade tentou inseminar artificialmente o animal usando sêmen de um macho da espécie.

O zoológico tentou sem sucesso por vários anos fazer com que o par se reproduzisse naturalmente. Além do macho no zoológico de Suzhou, há apenas dois outros membros conhecidos das espécies remanescentes, ambos vivendo em estado selvagem no Vietnã e de sexo desconhecido, segundo conservacionistas.

A tartaruga gigantesca de Yangtza, a maior tartaruga de água doce do mundo, pode atingir 1 metro de comprimento e pesar até 100 kg.

Seu habitat principal era o rio Yangtze outras vias fluviais do interior da China. No entanto, a vida aquática nos rios da China diminuiu após séculos de caça e, mais recentemente, décadas de poluição, tráfego marítimo e perturbação ecológica de hidrelétricas .

Os pesquisadores do zoológico farão uma autópsia para determinar a causa da morte da tartaruga.

As informações são do jornal britânico “The Guardian” e do jornal chinês “Suzhou Daily”.

 

 

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus