Mudança climática pode ter extinto as primeiras espécies humanas

Homo erectus foi extinto no período glacial. Foto: Pixabay

De acordo com uma pesquisa feita pelo professor Pasquale Raia, da University of Naples Federico II, na Itália, e por seus colegas, mudanças climáticas repentinas podem ter sido um fator significativo para a extinção das primeiras espécies humanas. Para chegar à conclusão, eles usaram uma modelagem climática e registros fósseis. 

Assim, eles determinaram o efeito das mudanças do clima em relação à sobrevivência das espécies. Os pesquisadores usaram um banco de dados com 2.754 registros arqueológicos de espécies que viveram 2,5 milhões de anos atrás. Então, eles cruzaram os registros com um emulador de clima, que modelou a temperatura e outros dados meteorológicos de milhões de anos atrás.

O homo erectus, por exemplo, foi extinto durante o último período glacial. Os pesquisadores sugerem que esse foi o período mais frio que a espécie já experimentou. Além disso, o professor afirmou que mesmo as espécies que tinham a capacidade de controlar o ambiente local, como usando roupas ou fazendo fogueiras, também estavam suscetíveis aos efeitos das mudanças climáticas.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança