Nasa observa mancha negra gigante em Júpiter

Seria a mancha um novo fenômeno descoberto por cientistas?

O eclipse de Io em Júpiter / Foto: Kevin M. Gill/NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS

Uma missão da Nasa detectou uma enorme mancha negra de cerca de 3.600 quilômetros de extensão, maior do que a distância entre São Paulo e Fortaleza (cerca de 3 mil quilômetros).

Seria um novo fenômeno descoberto pela ciência? Nada disso, a mancha se revelou apenas uma sombra da lua Io, durante um eclipse em que ela ficou na frente do Sol, assim como ocorre nos eclipses aqui na Terra.

Júpiter tem pelo menos 79 luas como Io. E frequentemente esses satélites eclipsam o Sol, por conta do número de luas, do tamanho massivo do planeta e também porque ele não é muito inclinado em relação à sua órbita, então o Sol nunca se afasta muito do plano equatorial do planeta.

LEIA TAMBÉM: Vulcão de lua de Júpiter pode entrar em erupção a qualquer momento

Io é a lua mais vulcanicamente ativa do Sistema Solar, e frequentemente é flagrada ejetando lava para fora de sua atmosfera.

Essa foto da mancha escura causada por Io foi tirada no dia 11 de setembro pela espaçonave Juno, que está orbitando o planeta desde 2011.