No controle dos sonhos

Três técnicas simples aumentam bastante a possibilidade de ter sonhos lúcidos, segundo resultados de pesquisa da Universidade de Adelaide (Austrália). Esse tipo de sonho podem vir a trazer benefícios em tratamentos de pesadelos e na melhoria de talentos e habilidades físicas, por exemplo

Uma pesquisa australiana divulgada recentemente mostra que é possível aumentar bastante a possibilidade de ter sonhos lúcidos – aqueles em que o sonhador está ciente de que está sonhando e pode escolher o que acontece. Para tanto, basta usar três técnicas simples, descritas a seguir, com destaque para a terceira. Segundo os pesquisadores da Universidade de Adelaide, a combinação dessas técnicas potencializa o efeito. “Esses resultados nos levam um pouco mais perto do desenvolvimento de técnicas de indução altamente eficazes, que nos permitirão estudar os muitos benefícios potenciais dos sonhos lúcidos, como o tratamento de pesadelos e a melhoria de talentos e habilidades físicas por meio do ensaio no ambiente de sonhos lúcidos”, afirma o pesquisador Denholm Aspy.

As técnicas propostas…

1- Verifique seu ambiente várias vezes por dia para ver se você está sonhando. Isso presumivelmente induz um estado em que você está mais aberto à possibilidade de ter um sonho que pode controlar, o que favorece sua ocorrência quando você está realmente na cama.

2- Vá dormir e programe-se para acordar cinco horas depois; fique acordado por um curto período e, a seguir, volte a dormir. Isso estimula o sono REM, durante o qual a probabilidade de os sonhos lúcidos ocorrerem aumenta muito.

3- Depois de acordar após cinco horas de sono, repita para si mesmo: “Na próxima vez que estiver sonhando, vou lembrar que estou sonhando” – e imagine-se em um sonho lúcido.

… e o que aconteceu depois

17% das pessoas testadas tiveram sonhos lúcidos em uma semana, um percentual muito maior do que o número normal de sonhadores lúcidos

46% dos indivíduos testados que dormiram cinco minutos depois de completar a rotina tiveram sonhos lúcidos, índice muito mais alto do que seria normalmente esperado

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus