Nova plataforma da Nasa rastreia diariamente queimadas na Amazônia

Ferramenta pode ser consultada por qualquer pessoa na internet

O Amazon Dashboard em ação: qualquer um pode verificar, com imagens de satélite, a situação dos incêndios na Amazônia. Crédito: Lauren Dalphin/equipe GFED Amazon Dashboard

Se Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão e Ricardo Salles esperam ocultar a destruição da Amazônia dos olhos do mundo desestruturando o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), podem desistir. Pesquisadores da Nasa desenvolveram uma nova plataforma para facilitar o monitoramento e a compreensão dos tipos de incêndio que acontecem a cada momento, onde acontecem e quanto risco representam para a floresta tropical.

A ferramenta Amazon Dashboard, que pode ser consultada por qualquer pessoa na internet, é alimentada por imagens de satélite e consegue classificar rapidamente os incêndios em uma destas quatro categorias: incêndios de floresta, incêndios de sub-bosque, pequenos fogos de clareira e agrícolas, e incêndios de savana.

LEIA TAMBÉM: Área desmatada na Amazônia a ser queimada em 2020 pode superar 4,5 mil km2

Como disse Alice Thuault, do Instituto Centro de Vida, o polêmico processo de reestruturação do Inpe e o prometido corte em seu orçamento para pesquisa prejudicam não apenas a capacidade de ação do poder público contra ilegalidades ambientais, mas afetam também a soberania do Brasil: a Nasa tem dados, há monitoramentos independentes do Imazon, do Global Forest Watch, da França e de vários outros. Se há um instituto nacional que é reconhecido e tem credibilidade [é o Inpe], é um patrimônio que o Brasil tem e está perdendo.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança