“O Coliseu”, do Oakland Athletics, será transformado em novo bairro

Time de beisebol encontrou no arquiteto Bjarke Ingels um meio de revitalizar a área mantendo muitos espaços verdes e integração com a vizinhança

Projeto do Bjarke Ingels de revitalização para o complexo do Oakland Athletics (Crédito: Divulgação)

Construído há 51 anos, o estádio Oakland-Alameda County Coliseum e seus arredores devem ser transformados em um novo bairro da cidade de Oakland, na Califórnia (EUA), com muita estrutura verde e conexão com as áreas vizinhas. O projeto é do arquiteto Bjarke Ingels, fundador do Bjarke Ingels Group (BIG).

Chamado pelos torcedores do time de beisebol Oakland Athletics de “O Coliseu”, o estádio será demolido mas o campo seria recriado e aberto ao público. Já a Arena Oracle (que existe ao lado do Coliseu desde o início deste) será convertida em um anfiteatro semienterrado, localizado no centro de um novo parque municipal.

“Temos essa oportunidade: vamos criar um parque em vez de um estacionamento”, disse Ingels. “Traga a vizinhança e tente se conectar a todos os pontos de contato adjacentes.” A propriedade de 556,5 metros quadrados no leste de Oakland incluirá centro empresarial, centro habitacional de uso misto e também espaços de educação.

Arena Oracle deve ser mantida intacta em meio a um parque municipal aberto ao público. (Crédito: Divulgação)

A ideia é formar ilhas urbanas em meio a uma paisagem verde. Tudo isso recortado por trilhas e vias que interliguem a novidade aos bairros vizinhos. “Queremos preservar o campo do Athletics, como quando você visita Roma e se depara com ruínas urbanas”, disse Ingels no lançamento do projeto. O cronograma do projeto ainda não foi finalizado, mas a equipe espera que o parque seja aberto ao público em 2021.

“A chave para nossa decisão foi o próprio Bjarke Ingels e suas convicções em criar conexões com a comunidade, mantendo-se fiel à autenticidade do local”, disse o presidente do time, Dave Kaval. “As outras empresas com quem conversamos viram o local do Coliseu como uma ilha.”

blog comments powered by Disqus