O que você está fazendo para reduzir sua pegada ambiental?

Algumas ações-chave podem ser realizadas para ajudar a colocar em funcionamento a sustentabilidade em escala

Horta urbana: ótima opção para ter alimentos frescos, enquanto melhoramos a qualidade do ar a partir das nossas casas ou escritórios. Crédito: Divulgação/Red Bull Station

Não há um melhor dia do que o Dia Mundial do Meio Ambiente para que cada um de nós nos perguntemos: estou contribuindo com tudo o que está ao meu alcance para reduzir a pegada ambiental? A reflexão sobre o impacto que as nossas ações têm no meio ambiente é algo que deve estar cada vez mais presente, não só em relação ao que é feito por cada um de nós individualmente, mas também em como ajudamos nossas organizações a colocar essas ações com esse foco nas estratégias de negócios.

Embora a sustentabilidade não seja um tema novo, tem ganhado uma maior relevância no último ano. Segundo um estudo recente do IBM Institute for Business Value (IBV), 9 em cada 10 consumidores entrevistados afirmaram que a pandemia de covid-19 afetou seus pontos de vista sobre a sustentabilidade ambiental, tornando-a algo cada vez mais importante e fundamental na hora de escolher comprar de uma marca ou produto.

Hoje, ninguém tem uma fórmula mágica para contar com uma cultura ou processos mais sustentáveis em todas as interações ou pontos de contato. Mas existem algumas ações-chave que nós, como líderes e como empresas, podemos realizar para ajudar a colocar em funcionamento a sustentabilidade em escala. Abaixo, listo algumas delas:

1) Aproveitar os dados

Os dados são grandes aliados para impulsionar as mudanças nas prioridades e práticas empresariais. Uma maior transparência permite aos consumidores, às empresas, aos investidores e aos governos mudar a forma como compram, produzem, vendem, transportam, consomem e governam, o que por sua vez tem o potencial de transformar a forma como operam as economias. Além disso, os dados podem ser aproveitados em processos de negócio e tomadas de decisões e, ao combiná-los com uma estrutura de governança ambiental, é possível gerar a transformação social necessária para a sustentabilidade. Tecnologias como Analytics ou Inteligência Artificial podem ser grandes aliadas para repensar o que é possível, encontrar novas inovações e permitir formas efetivas de trabalhar em prol da sustentabilidade.

2) Habilitar a cocriação

A criatividade e a inteligência são um passo em direção às novas soluções para resolver diferentes problemas, inclusive ambientais. A cocriação de equipes diversas habilita um melhor entendimento dos desafios a partir de diferentes perspectivas, abrindo um leque de possibilidades. Esses espaços podem ser gerados com funcionários, clientes e aliados para iniciativas próprias ou promovidas por outras organizações. Por exemplo, desafios como o Call for Code convidam a comunidade de tecnologia para a criação de aplicações de código aberto para combater as mudanças climáticas. O Call for Code juntou empresas, universidades, solucionadores de problemas, desenvolvedores, cientistas de dados, entre outros. Em 179 países, foram criadas mais de 15 mil aplicações que têm o potencial de escalar globalmente.

3) Criar espaços urbanos verdes

As hortas são uma excelente opção para ter alimentos frescos, enquanto melhoramos a qualidade do ar a partir das nossas casas ou escritórios. Na IBM, por exemplo, criamos uma horta urbana no teto do edifício da Tutoia, em São Paulo. O projeto começou a se estruturar no último ano, com o objetivo de gerar um oásis verde no meio de um ambiente urbano, para proporcionar alimentos orgânicos para os funcionários, ajudando a reduzir as temperaturas no edifício e limitando sua pegada de carbono. A horta já conta com quase 500 caixas em produção de verduras, hortaliças, tubérculos, temperos e chás, beneficiando também mais de 60 famílias, que produzem e fornecem as novas mudas para a IBM.

Como estas, existem muitas outras ações que estão em curso para que a transformação sustentável seja algo com que todos possamos contribuir em diferentes lugares: governos, empresas, academias, comunidades, famílias e pessoas. Só precisamos aplicar nossa inteligência e talento para que, juntos com a tecnologia e a colaboração, lideremos o caminho com passos maiores e mais rápidos.

Como vamos mudar o mundo hoje?

* Tonny Martins é gerente geral da IBM América Latina.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago