Observando do espaço a Terra e seus vizinhos

Naves que estudam o Sol registram de longe nosso planeta e outros integrantes do Sistema Solar

Vênus, Urano, Terra e Marte em foto do Solar Orbiter de 18 de novembro de 2020. Crédito: ESA/Nasa/NRL/Solar Orbiter/SolOHI

Embora a estrela no centro do Sistema Solar seja seu objetivo prioritário, algumas espaçonaves que observam o Sol capturaram recentemente visões únicas da Terra e de outros planetas, como mostra o site Earth Observatory, da Nasa. Cada uma dessas missões tem uma órbita distinta; assim, as perspectivas são diferentes umas das outras e de nossa visão da Terra.

As sondas Solar Orbiter e Parker Solar Probe levam instrumentos destinados a estudar o Sol e sua influência no espaço. Entre esses instrumentos estão câmeras de baixa luminosidade que podem observar a atmosfera externa do Sol e o vento solar. São esses instrumentos que viram vários planetas passarem por seus campos de visão em 2020.

A imagem no alto mostra Vênus, Urano, Terra e Marte observados pelo Solar Orbiter Heliospheric Imager (SoloHI) em 18 de novembro de 2020. A espaçonave estava a cerca de 251 milhões de quilômetros de distância da Terra na época; o Sol estava fora do quadro da imagem à direita. Para entender o posicionamento dos planetas na imagem, veja abaixo esta representação do ângulo de visão da nave espacial.

Representação do ângulo de visão da Solar Orbiter na foto de 18 de novembro. Crédito: ESA/Nasa/NRL/Solar Orbiter/SolOHI Solar Orbiter & Johns Hopkins APL
Vento solar

A Solar Orbiter é uma missão conjunta da Agência Espacial Europeia (ESA) e da Nasa lançada em fevereiro de 2020. A espaçonave enviou suas primeiras imagens em julho de 2020, incluindo vistas mais próximas do Sol. O SoloHI, um dos dez instrumentos da espaçonave, olha para o lado do Sol para observar o vento solar e a poeira que preenche o espaço entre os planetas.

Marte, Saturno, Júpiter, Vênus, Terra e Mercúrio captados pela Parker Solar Probe em 7 de junho de 2020. Crédito: Nasa/Johns Hopkins APL/Naval Research Laboratory/Guillermo Stenborg & Brendan Gallagher

Enquanto a Parker Solar Probe girava em torno do Sol em 7 de junho de 2020, seu instrumento Wide-field Imager for Solar Probe (WISPR) capturou dois quadros de imagem (acima) que mostram seis planetas: Marte, Saturno, Júpiter, Vênus, Terra e Mercúrio.

O WISPR obtém imagens da coroa solar e da heliosfera interna em luz visível, enquanto observa o vento solar e outras estruturas à medida que se aproximam e passam pela espaçonave. Nessa época, a sonda da Nasa estava a aproximadamente 18,7 milhões de quilômetros do Sol e a cerca de 158 milhões de quilômetros da Terra. Veja um esquema da posição e campo de visão da Parker Solar Probe.

A coleção Earth from Afar contém mais vistas do nosso planeta natal no contexto mais amplo do Sistema Solar.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança