Onda de calor na Europa tem temperaturas recordes, mortes e incêndio

Alemanha, a Polônia e a República Tcheca registraram as maiores temperaturas de junho na quarta-feira; França e Espanha emitiram alerta para a sexta-feira

A Europa vem lutando com uma grande onda de calor nesta semana, com temperaturas que deverão subir ainda mais na quinta e na sexta-feira. A Alemanha, a Polônia e a República Tcheca registraram as maiores temperaturas de junho na quarta-feira. A França continental registrou sua temperatura mais alta desde que seus registros oficiais começaram.

Na Espanha, previsões de temperaturas de 42ºC na sexta-feira, fez o escritório meteorológico do país emitir alertas vermelhos para partes das comunidades autônomas (estados) da Catalunha, Navarra e do País Basco.

Antes de os termômetros confirmarem essas previsões, nas redondezas de Tarragona, na Catalunha (nordeste da Espanha), um grande incêndio florestal provavelmente foi iniciado por um monte de esterco que entrou em combustão em meio à intensa onda de calor europeia.

Cerca de 10 mil acres de floresta e outras vegetações foram atingidas, e acredita-se que o fogo deve se alastrar ainda mais porque no começo desta tarde, o incêndio ainda não estava sob controle e 53 pessoas tiveram que ser evacuadas da área. Os outros moradores foram aconselhados a ficar em casa e manter as janelas fechadas para evitar a inalação de fumaça.

Cerca de 350 bombeiros, 12 carros de bombeiros e vários veículos com grandes tanques de água estavam no local. Sete aeronaves, dois hidroaviões e maquinário pesado também estão trabalhando, segundo o Corpo de Bombeiros da Catalunha.

O calor em outros pontos do país já registrou pelo menos duas mortes: um jovem de 17 anos morreu de insolação nesta madrugada de sexta-feira, na Andaluzia, em Córdoba. E um senhor de 80 anos já tinha morrido na quinta-feira pelo mesmo motivo na cidade de Valladolid, em Castela e Leão.

França

Na quinta-feira, a Météo-France, a autoridade nacional de meteorologia francesa, emitiu um alerta de “nível vermelho” para quatro departamentos no sul do país, a primeira vez que esse nível de alerta foi usado para uma onda de calor. As temperaturas podem passar de 44ºC, na sexta-feira.

Em todo o país, centenas de escolas foram fechadas e outras pediram aos pais para manter as crianças em casa. Os exames do ensino médio foram adiados para a próxima semana. Para controlar os altos níveis de poluição do ar, cidades como Paris, Lyon, Marselha e Estrasburgo estão limitando o tráfego de veículos.

Cientistas do clima alertaram que ondas de calor como essa estão se tornando mais freqüentes e cada vez mais severas devido à crise climática. A Météo-France disse que a frequência de tais eventos deve dobrar até 2050.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança