ONG ambientalista lança concurso mundial de fotos ligadas à natureza

The Nature Conservancy pretende bater recorde de 2018, quando a competição recebeu mais de 57 mil fotos provenientes de 135 países

"A Bela e a Fera", de Gabriel Belloc, uma das fotos inscritas

A ONG The Nature Conservancy (TNC), uma das mais importantes organizações de conservação ambiental do mundo, anunciou no início de agosto seu Concurso Global de Fotos 2019. Aberta a fotógrafos profissionais e amadores, a competição recebe inscrições de fotos relacionadas à natureza de 1º a 31 de agosto de 2019. No ano passado, foram recebidas 57.489 fotos de 135 países, número recorde.

As fotos são julgadas pelos critérios de originalidade, excelência técnica, composição, impacto, mérito artístico e relevância do tema para a missão da TNC de conservar terras e águas das quais a vida depende.

Todas as fotos inscritas concorrem automaticamente ao grande prêmio da edição 2019. Há também três premiações adicionais para cada uma das seis categorias a seguir: Pessoas e natureza; Paisagem; Água; Vida Selvagem; Cidades e Natureza; Escolha do público (vencedor eleito via votação popular).

O vencedor do Grande Prêmio receberá um kit de câmera da marca de sua escolha e um cartão-presente no valor de US$ 2 mil da Delta Airlines. As demais categorias vencedoras também levarão um cartão-presente da Delta Airlines, além de publicação nas redes sociais da TNC.

Para concorrerem ao Concurso Global de Fotos 2019 ou obterem mais informações, regras, categorias e prêmios, os interessados devem visitar a página nature.org/photocontest

Veja também
+ Jovem grava momento em que mulher morre sem saber que se tratava de sua mãe
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago