ONU veta discurso do Brasil na cúpula do clima em Nova York

Enviado da ONU disse que Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima

Antonio Guterres, secretário-geral da Organização das Nações Unidas / Foto: Domínio público

O Brasil não está entre os países que vão discursar na cúpula do clima da ONU, que acontece na próxima segunda-feira (23), em Nova York.

A informação é da colunista Ana Carolina Amaral, da Folha de São Paulo. Segundo a jornalista, o enviado especial da secretaria-geral da ONU, Luis Alfonso de Alba, afirmou que o Brasil não apresentou nenhum plano para aumentar o compromisso com o clima.

Alba disse à jornalista que a ONU pediu que os países enviassem um plano para aumentar os compromissos climáticos e, com base nos documentos recebidos, selecionaram quais países teriam discursos inspiradores.

Um diplomata que integra a delegação brasileira nas negociações climáticas entrevistado pela jornalista considerou o critério da ONU “subjetivo”.

O Brasil não se comprometeu com ações mais ambiciosas, mas propôs à ONU um evento durante a cúpula para promover os biocombustíveis como solução de curto prazo para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. A proposta foi negada, mas vai compor os eventos preparatórios, com uma discussão sobre o tema prevista para o domingo (22).

Em nota, o Itamaraty afirmou à jornalista da Folha que a informação do veto da ONU ao discurso do Brasil é “absolutamente infundada e inverídica”, pois a Carta da ONU não apresenta mecanismos de veto a discursos de países em conferências multilaterais.

 

COMPARTILHAR