Pandemia multiplica casos graves de depressão e ansiedade no mundo

Pessoas que vivem em países severamente impactados pela pandemia de covid-19, como o Brasil, foram as mais afetadas, sobretudo mulheres e jovens

Depressão: mulheres estão entre os grupos com mais casos graves da doença relacionados à pandemia. Crédito: Unsplash

Os casos graves de depressão e ansiedade aumentaram em mais de 25% em todo o mundo, de acordo com um estudo pioneiro do mundo sobre o impacto da covid-19 na saúde mental. O trabalho foi publicado na revista The Lancet.

A pesquisa, liderada por pesquisadores da Escola de Saúde Pública da Universidade de Queensland, do Queensland Center for Mental Health Research (ambos da Austrália) e do Institute for Health Metrics and Evaluation (Universidade de Washington, EUA), estimou que as pessoas que vivem em países severamente impactados pela pandemia de covid-19 foram as mais afetadas, especialmente mulheres e indivíduos mais jovens.

O estudo é o primeiro a avaliar os impactos globais da pandemia nos principais transtornos depressivos e de ansiedade, quantificando a prevalência e a carga dos transtornos por idade, sexo e localização em 204 países e territórios em 2020.

Reforço urgente

O líder do estudo, dr. Damian Santomauro, disse que os países mais afetados pela pandemia em 2020 tiveram o maior aumento na prevalência dos distúrbios.

“Estimamos que os casos graves de transtorno depressivo e de ansiedade aumentaram 28% e 26%, respectivamente, em 2020, com as mulheres mais afetadas mais do que os homens, e os jovens mais afetados do que os grupos de idade mais avançada”, afirmou Santomauro. “Países com altas taxas de infecção por covid-19 e grandes reduções no movimento de pessoas – uma consequência de medidas como bloqueios e fechamentos de escolas – foram os que apresentaram os maiores aumentos na prevalência de transtornos depressivos e de ansiedade graves.”

Outras abordagens para esta pesquisa geralmente focam em locais específicos em um curto período de tempo.

Segundo Santomauro, os sistemas de saúde mental precisariam de reforço urgente para lidar com o aumento significativo de casos graves de depressão e ansiedade, mas não tomar nenhuma ação não deve ser uma opção.

Desafio no atendimento

“Os serviços de apoio devem ser melhorados através da promoção do bem-estar mental, visando aos fatores que contribuem para a saúde mental precária que pioraram com a pandemia e melhorando o tratamento para aqueles que desenvolvem um transtorno mental”, disse ele. “Mesmo antes da pandemia, os sistemas de saúde mental na maioria dos países têm historicamente carência de recursos e desorganização na prestação de serviços – portanto, atender à demanda adicional por serviços de saúde mental devido à covid-19 será um desafio.”

De acordo com a drª Alize Ferrari, coautora do estudo, o trabalho descobriu que a pandemia exacerbou muitas desigualdades sociais existentes que predispõem as pessoas a desenvolver transtornos mentais.

“Infelizmente, por várias razões, as mulheres provavelmente serão mais afetadas pelas consequências sociais e econômicas da pandemia, já que muitas vezes carregam o fardo quando se trata de cuidados adicionais e responsabilidades domésticas”, disse Ferrari. “As mulheres também têm maior probabilidade de ser vítimas de violência doméstica, que aumentou em vários estágios da pandemia.”

Ela prosseguiu: “O fechamento de escolas e restrições mais amplas que limitam a capacidade dos jovens de aprender e interagir com seus colegas, combinados com o aumento do risco de desemprego, também significaram que os jovens foram mais fortemente afetados por transtornos depressivos e de ansiedade graves durante a pandemia. (…) É crucial que os formuladores de políticas levem em consideração fatores subjacentes como esses como parte das medidas para fortalecer os serviços de saúde mental.”

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago