Para divertir (e ensinar) a meninada

Editora Girafinha lança uma nova adaptação do conto original russo escrito por Aleksei Tolstói no século 19

O nabo gigante

Aleksei Tolstói, com ilustrações de Niamh Sharkey, Ed. Girafinha, 40 págs., R$ 29.

A nova versão do clássico conto russo é enriquecida com as belíssimas ilustrações de uma premiada artista irlandesa, Niamh Sharkey.

Odivertido enredo desta nova adaptação do clássico conto russo acompanha as atribulações de um velhinho e uma velhinha que plantam um nabo em sua horta. O tubérculo começa a se desenvolver e cresce, cresce, cresce até ficar gigante. É difícil arrancá-lo do solo.

Os velhinhos bem que tentam, mas a missão é impossível para eles. Pedem então a colaboração de todos os animais da fazenda onde vivem, dos menores e mais fracos aos mais fortes. As peripécias são muitas, mas a colaboração e a ajuda de todos é a chave da resolução do problema!

Com ilustrações da premiada artista irlandesa Niamh Sharkey (arrebatou os prêmios Mother Goose e Bito), a nova versão do conto escrito por Aleksei Tolstói no século 19 tem os ingredientes de um conto popular idealizado para crianças com menos de 5 anos e para todos os que estão se iniciando no mundo da leitura, embora a singela trama desse clássico da literatura russa prometa enternecer o coração de leitores de todas as idades.

Para quem se esqueceu ou quer ter mais elementos para ensinar a garotada, o romancista, contista, dramaturgo e historiador russo Aleksei Nikolaevich Tolstói (mais conhecido no Brasil como Aléxis Tolstói) nasceu no dia 10 de janeiro de 1883, em Nikolaevsk, na província de Sâmara, e faleceu em 23 de fevereiro de 1945, em Moscou. Escreveu poesia, prosa e peças de teatro, mas foi com a publicação de uma série de romances dedicados ao processo de empobrecimento das propriedades rurais aristocráticas e ao declínio espiritual dos seus proprietários que o escritor ficou mais conhecido. A fama mesmo veio em 1944, com a estreia da adaptação cinematográfica do seu romance Ivan Groznyj (Ivan, o terrível) pelo cineasta soviético Sergei Eisenstein.

 

Física quântica

O ativista quântico – Princípios da física quântica para mudar o mundo e a nós mesmos, Amit Goswami, Ed. Aleph, 280 págs., R$ 44.

Considerado um dos expoentes da física quântica, o autor mostra nessas páginas a sua convicção do potencial ilimitado da consciência e propõe que o leitor adote uma nova forma de atuação e transformação social. Como se sabe, a ideia central do ativismo quântico é a de que cada ser humano é capaz de mudar o mundo e a si mesmo partindo de outros fundamentos que não o materialismo: a física quântica, o desenvolvimento espiritual e o poder criativo. Sem abandonar os rigores da ciência, Goswami explica os princípios da mecânica quântica de forma clara, tornando-os compreensíveis a todos os leitores.

Meio ambiente

Copenhague – Antes e depois, Sérgio Abranches, Ed. Civilização Brasileira, 384 págs., R$ 59,90.

Em dezembro de 2009, o autor esteve em Copenhague (Dinamarca), onde acompanhou as negociações por um acordo para a redução das emissões globais de gases do efeito estufa na 15ª Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas, a COP-15. Sua participação no evento resultou em vários textos, incluindo essa obra, na qual ele conta o que estava em jogo naquela reunião, contextualiza os encontros que a precederam, apresenta os fatos científicos sobre a mudança climática, avalia o impacto do acordo, discute o futuro da política climática global e revela os bastidores da COP-15.

 

 

COMPARTILHAR