Parceria converte copos plásticos de festival em tampas de embalagens

Graças à união de Natura, Heineken e Rock in Rio, os copos plásticos recolhidos no evento foram reciclados e se tornaram tampas de produtos da empresa de higiene e cosméticos

Copo de plástico usado no Rock in Rio e desodorante da Natura: destinação correta para 10 toneladas de plástico recolhidas durante o festival em 2019. Crédito: Divulgação/Natura

Natura, Heineken e Rock in Rio firmaram um compromisso histórico: reciclar os copos utilizados pelo público durante os sete dias do Rock in Rio 2019 para transformá-los em tampas de novos produtos da Natura. A parceria inédita entre as marcas possibilitou que 10 toneladas de copos plásticos fossem recicladas para esse fim. A iniciativa resultou na produção de 670 mil unidades de tampas do novo Desodorante Corporal Spray de Natura Humor. Além disso, evitou a emissão de 15 toneladas de CO2 no meio ambiente. Trata-se de um ótimo exemplo de que o lixo não é um fim, mas um novo começo.

Com o objetivo de oferecer novos caminhos sustentáveis para os resíduos gerados no festival, a ação promoveu a reciclagem dos copos em três fases. O primeiro passo, a coleta dos resíduos, foi dado pelo Rock in Rio. O festival promove ações de gestão de resíduos desde 2011, com atuação de cooperativas parceiras do evento, responsáveis pela triagem dos materiais. Após o processo de separação dos copos, o plástico foi convertido em resina reciclada, com apoio da petroquímica Braskem, parceira da Natura no fornecimento de matérias-primas plásticas utilizadas nas embalagens da marca. Por fim, com apoio da Silgan, também parceira da Natura, a resina reciclada foi modelada e transformada em tampas das embalagens dos novos deos de Natura Humor.

LEIA TAMBÉM: Heineken e Natura promoverão reciclagem de copos no Rock in Rio 2019

Papel ativo

“A Natura tem um compromisso histórico com a sustentabilidade, que é um dos pilares de atuação da marca. Desde 2007, somos uma empresa carbono neutro e acreditamos que o compromisso de reduzir as emissões de carbono e gerar impacto positivo na sociedade e no meio ambiente é um desafio coletivo”, explica Maria Paula Fonseca, diretora global da marca Natura. “A parceria com a Heineken é mais um desdobramento do movimento ‘Todos Juntos #PorUmMundoMaisBonito’ e da nossa causa #MaisBelezaMenosLixo, no qual fazemos um convite para que as pessoas se engajem, repensando hábitos”, completa a executiva.

A mobilização entre as marcas garantiu novo destino a 10 toneladas de copos plásticos, dando continuidade às ações entre as marcas de cuidado com o meio ambiente – as tampas recicladas ainda podem ser utilizadas em até 10 refilagens dos deos corporais Meu Primeiro Humor Feminino e dos lançamentos da linha de deos, o casal Química de Humor Feminino e Masculino. Os produtos também possuem formulação feita com álcool 100% orgânico.

“Vivemos um momento global em que as marcas precisam ter um papel ativo na transformação da vida das pessoas. Por isso, estamos felizes em poder inspirar o mundo com atitudes positivas como esta. Por meio dela, podemos reforçar a mensagem que todo cuidado com o meio ambiente é importante e que o futuro da natureza tem que ser uma preocupação coletiva”, comenta Vanessa Brandão, diretora de marcas premium do Grupo Heineken no Brasil.

Conscientização do consumidor

Em reforço ao compromisso da Natura com a sustentabilidade, o uso do plástico pós-consumo da Braskem promove a reinserção do resíduo plástico no ciclo produtivo. A iniciativa também auxilia na conscientização do consumidor final sobre o caminho realizado pelos resíduos descartados adequadamente. Além disso, a resina reciclada é uma alternativa viável para melhorar a pegada ambiental dos produtos e contribuir com a captura de carbono.

Para Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio, “é muito bom quando encontramos marcas que compartilham os mesmos valores que os nossos. O Rock in Rio implementa um plano de gestão de resíduos muito abrangente. Hoje temos uma taxa de reciclagem na ordem dos 80%. Desde 2011, numa parceria com a Comlurb, os resíduos recicláveis gerados na Cidade do Rock são separados e vendidos por cooperativas parceiras, o que ainda gera renda para os catadores. Dessa forma, quando Natura e Heineken nos procuraram com essa ideia ousada e brilhante, nós a abraçamos imediatamente. Parte do trabalho já estava organizado para que esses copos pudessem seguir para a reciclagem”, garante Roberta. Desde 2013 o festival possui a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis.

O processo de transformação dos resíduos do festival é um incentivo tanto de Natura e Heineken quanto do Rock in Rio à reutilização de materiais e um convite à reflexão: em um mundo que se transforma, a ressignificação do fim é um novo começo.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança