Perfume de rosa melhora o aprendizado durante o sono

Desempenho de estudantes alemães foi cerca de 30% superior ao obtido sem a utilização desse recurso

Rosa: fragrância que impulsionou a aprendizagem de estudantes alemães. Crédito: manfredrichter /Pixabay

A influência positiva de odores no sucesso da aprendizagem, quando apresentados durante a aprendizagem e o sono, foi comprovado pela primeira vez em um extenso estudo de laboratório do sono. Pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Freiburg , do Instituto Freiburg de Áreas Fronteiriças de Psicologia e Saúde Mental (IGPP) e da Faculdade de Biologia da Universidade de Freiburg, na Alemanha, mostraram que esse efeito também pode ser alcançado com muita facilidade fora do laboratório. O estudo foi publicado na revista de acesso aberto “Scientific Reports”.

Para o estudo, os alunos de duas turmas da escola aprenderam vocabulário em inglês – com e sem varetas de perfume – durante o período de aprendizado e também à noite. Os alunos lembraram muito melhor o vocabulário quando o perfume estava presente.

“Mostramos que o efeito de apoio das fragrâncias funciona de maneira muito confiável na vida cotidiana e pode ser usado de maneira direcionada”, disse o líder do estudo, Jürgen Kornmeier, chefe do Grupo de Pesquisa em Percepção e Cognição do IGPP de Freiburg e cientista no Departamento de Psiquiatria e Psicoterapia do Centro Médico da Universidade de Freiburg.

LEIA TAMBÉM: Pesquisadores recriam perfume usado na época de Cleópatra

Para o estudo, a primeira autora e professora Franziska Neumann realizou várias experiências com 54 alunos de duas turmas da 6ª série de uma escola no sul da Alemanha. Os participantes do grupo de teste foram convidados a colocar varetas de incenso com perfume de rosa em suas mesas em casa enquanto aprendiam o vocabulário em inglês e na mesa de cabeceira ao lado da cama à noite. Em outro experimento, eles também colocaram as varetas de incenso na mesa ao lado deles durante um teste de vocabulário na escola durante um teste de inglês.

Sucesso ampliado

Os resultados foram comparados com os resultados dos testes nos quais não foram utilizadas varetas de incenso durante uma ou mais fases.

“Os alunos mostravam um aumento significativo no sucesso da aprendizagem, de cerca de 30%, se as varetas de incenso eram usadas ​​durante as fases de aprendizado e sono”, disse Neumann. Os resultados também sugerem que o uso adicional dos incensos durante o teste de vocabulário promove a memória.

“Uma descoberta particular além do estudo inicial foi que a fragrância também funciona quando está presente a noite toda”, afirmou Kornmeier. “Isso torna as descobertas adequadas para o uso diário.”

Estudos anteriores haviam assumido que a fragrância precisa estar presente apenas durante uma fase particularmente sensível do sono. No entanto, como essa fase do sono precisa ser determinada por uma trabalhosa medição da atividade cerebral por meio de um eletroencefalograma (EEG) no laboratório do sono, esse achado não foi adequado para o uso diário.

“Nosso estudo mostra que podemos facilitar o aprendizado durante o sono. E quem pensaria que nosso nariz poderia ajudar consideravelmente nisso?”, observou Kornmeier.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança