Pinguins-reis correm perigo com o aquecimento do planeta

Redução drástica na população dessa espécie devido às mudanças climáticas é alerta de ameaça de sobrevivência dessa espécie

Pinguins-reis: população ameaçada (Foto: iStock)

A maior colônia de pinguins-reis da Terra, situada na Ilha dos Porcos, entre a Antártida e a África, sofreu uma dramática redução nas últimas três décadas.

Antes calculava-se que havia cerca de 2 milhões desses animais ali, ou um terço da população de pinguins-reis no mundo. Mais recentemente, imagens de satélite e outras obtidas a partir de sobrevoos de helicópteros indicaram a existência de 200 mil exemplares, segundo um estudo publicado na revista Antarctic Science.

O aquecimento global pode ter uma participação importante nesse quadro. Em 1997, por exemplo, um forte El Niño aqueceu o sul do Oceano Índico, afastando os peixes e as lulas das águas próximas à ilha, e são eles os principais alimentos dos pinguins-reis. Um estudo indica que esse fenômeno climático cíclico pode inviabilizar a população local dessa espécie até a metade do século.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

COMPARTILHAR