Pomada cicatrizante de água de coco em pó é desenvolvida no Brasil

Criado na Universidade Estadual do Ceará (Uece), o produto foi testado em um público muito exigente, os diabéticos, e obteve bons resultados

Dezesseis anos de estudos e parcerias para desenvolvimento de uma pomada cicatrizante à base de água de coco em pó deram bons resultados. A Universidade Estadual do Ceará (Uece), por meio do curso de Mestrado Profissional em Biotecnologia em Saúde Humana e Animal (MPBiotec) e da empresa ACP Biotecnologia, Graduada Associada na IncubaUECE, testou e comprovou a eficácia do remédio em diabéticos.

Segundo estudo clínico realizado no Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão do Governo do Ceará (CIDH), houve redução de 21% no tempo de tratamento (de 87 para 68 dias) e acréscimo de 12% (de 70,6% para 80,6%) na alta dos pacientes após seis meses de tratamento.

Resultados da pomada cicatrizante à base de água de coco em pó obtidos nos testes com diabéticos (Crédito: Divulgação Uece)

As feridas em diabéticos são questões delicadas, porque muitas vezes não cicatrizam, podendo causar amputação de membros e até a morte do paciente. Por isso, segundo Cristiane Mello, coordenadora do estudo ao lado de José Ferreira Nunes, o resultado é gratificante tanto para os pesquisadores, como para a comunidade.

Atualmente, o cicatrizante se encontra em fase final de testes de estabilidade de formulação em empresa parceira no desenvolvimento e comercialização do produto, mas já se encontra disponível sob prescrição (para uso em pessoas e animais) em uma farmácia de manipulação.

blog comments powered by Disqus