Pontos que representam galáxias

Na imagem do Hubble que destaca a galáxia NGC 2608, uma análise mais detalhada mostra que ela é apenas uma entre milhões de estruturas semelhantes captadas

Galáxia NGC 2608: os pontos que aparecem discretos na foto são milhares de galáxias distantes. Crédito: ESA/Hubble & Nasa, A. Riess et al.

Olhando profundamente o universo, o Telescópio Espacial Hubble, da Nasa/ESA, tem um vislumbre de passagem das numerosas estruturas semelhantes a braços que varrem a galáxia espiral barrada mostrada acima, conhecida como NGC 2608. Ela aparece na foto como uma versão menor e ligeiramente esticada da Via Láctea. Seus braços espirais azuis e vermelhos da NGC 2608 são ancorados juntos pela proeminente barra central horizontal da galáxia.

Nas fotos do Hubble, as estrelas brilhantes da Via Láctea às vezes aparecem como pontos de luz com lens flares (aberrações ópticas causadas pela dispersão da luz que entra na lente através das suas extremidades) proeminentes. Uma estrela com essas características é vista no canto inferior direito da imagem. Outra pode ser vista logo acima do pálido centro da galáxia.

A maioria dos pontos mais fracos em torno da NGC 2608, no entanto, não possui essas características. Após uma inspeção mais detalhada, eles revelam ser milhares de galáxias distantes. A NGC 2608 é apenas um entre um número incontável de estruturas afins.

LEIA TAMBÉM: Cientistas flagram galáxia raríssima de 11 bilhões de anos atrás

Extensões semelhantes de galáxias podem ser observadas em outras imagens do Hubble, como a Hubble Deep Field, que registrou mais de 3 mil galáxias em um único campo de visão.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança