• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Curiosidades22/02/2022

Por que números como 22/2/22 fascinam há mais de 2 mil anos

Crédito: Pxfuel

22/02/22 - 12h22min

Neste 22 de fevereiro, o mundo atinge um marco sem precedentes. É a data em si: 22/02/22. E este chamado “Twosday” [“dia dos dois”, em inglês] cai em nada menos do que uma terça-feira [Tuesday em inglês, cujo som lembra “Twosday”].

É verdade que o padrão numérico se destaca, impossível de perder. Mas isso significa alguma coisa? A julgar pelos milhares de produtos comemorativos disponíveis para compra online, pode parecer.

O “Twosday” não carrega absolutamente nenhum significado histórico ou qualquer mensagem cósmica. No entanto, fala muito sobre nossos cérebros e culturas.

Sou um psicólogo social que estuda como alegações paranormais e pseudociência se consolidam como crenças populares. Elas são quase sempre absurdas do ponto de vista científico, mas são ótimas para ilustrar como cérebros, pessoas, grupos e culturas trabalham juntos para criar um significado compartilhado.

Vendo padrões

Twosday não é a única data com um padrão marcante. Só este século teve alguns Onesdays (1/11/11 e 11/11/11) e outros 11 meses com repetições como 01/01/01, 06/06/06 e 12/12/12. Chegaremos a Threesday, 3/3/33, em 11 anos, e Foursday 11 anos depois.

O cérebro desenvolveu uma fantástica capacidade de encontrar significados e conexões. Fazer isso uma vez significou a diferença entre a sobrevivência e a morte. Reconhecer pegadas no solo, por exemplo, significava predadores perigosos que deveriam ser evitados, ou presas a serem capturadas e consumidas. As mudanças na luz do dia indicavam quando plantar e quando colher.

Mesmo quando a sobrevivência não está em jogo, é gratificante detectar um padrão como um rosto familiar ou uma música. Ao encontrar um, o cérebro zapeia suas sinapses com uma pequena dose de dopamina, incentivando-se a continuar encontrando mais padrões.

Quando uma sequência numérica parece saltar para nós, este é um exemplo de apofenia: perceber conexões significativas entre coisas não relacionadas. O termo foi desenvolvido pela primeira vez para caracterizar um sintoma de esquizofrenia.

Outro exemplo de apofenia é a astrologia, que conecta visualmente estrelas em constelações. Estes são os signos familiares do zodíaco, como “O Carneiro”, Áries; ou “O Arqueiro”, Sagitário. Cada signo está ligado a significados associados ao seu respectivo objeto. Por exemplo, acredita-se que as pessoas nascidas sob o signo de Áries sejam teimosas como carneiros. Mas esses sinais não existem no céu em nenhum sentido físico, e o sistema falha nos testes científicos.

Lendo nos números

A data 22/2/22, embora marcante, não carrega nenhum significado inerente além de sua função em nosso calendário particular. Isso é verdade para os números em geral: seus significados limitam-se a medir, rotular ou contar coisas.

Twosday é um exemplo simples de uma forma popular de travessuras aritméticas: numerologia, a prática pseudocientífica de atribuir significado sobrenatural aos números.

A numerologia remonta a 2.500 anos até o matemático grego Pitágoras, com sistemas alternativos aparecendo em outros lugares, incluindo a China e o Oriente Médio.

A numerologia pode parecer matemática, mas é mais parecida com quiromancia e leitura de folhas de chá. Foi popularizada através de revistas, livros, filmes, programas de televisão, sites e outras mídias sociais. Avaliar a extensão da popularidade da numerologia é difícil, mas a crença de que certos números são bons ou ruins é comum. Por exemplo, quase um quarto dos americanos diz que 7 é sorte.

Existem muitos tipos de numerologia. A forma mais popular atribui números a nomes ou outras palavras e, em seguida, calcula sua “raiz”, também conhecida como “número de destino” ou “número de expressão”. Começa atribuindo um número a cada letra do alfabeto: A = 1, B = 2, até I = 9, depois o ciclo se repete com J = 1, K = 2, etc.

Por exemplo, a soma dos cinco números em meu próprio nome – 2, 1, 9, 9 e 7 – resulta em 28. Para encontrar a raiz, adicione os dígitos de 28 e obtém 10, e, em seguida, some esses dois dígitos e obtém 1. Para meus nomes do meio e sobrenome, as raízes são 4 e 9. Somando as três raízes obtém-se 14; adicionar esses dígitos revela que meu “número de destino” é 5, que a numerologia associa a ser livre-pensador, aventureiro, inquieto e impaciente.

Mais do que coincidência?

Eu tinha 10 anos quando encontrei pela primeira vez a numerologia. Um colega colecionador de moedas me mostrou uma caixa de plástico transparente contendo dois espécimes reluzentes: uma moeda de cobre de Lincoln e uma de prata de meio dólar de John F. Kennedy. Na parte de trás da caixa havia uma etiqueta impressa com “fatos” numéricos ligando os dois presidentes. Por exemplo:

6: dia da semana – sexta-feira – de ambos os assassinatos

7: letras nos sobrenomes de Kennedy e Lincoln

15: letras nos nomes dos dois assassinos

60: ano em que foi eleito – Lincoln, 1860, Kennedy, 1960

Quando você compila o suficiente deles, fica estranho. A experiência foi surpreendente o suficiente para que ainda me lembre dela mais de meio século depois.

Os fatos Lincoln-Kennedy são apenas coincidências? O que passa despercebido é que eles foram extraídos de um conjunto de centenas ou milhares de possibilidades numéricas. Jogue fora os chatos e você enquadrará as coincidências restantes de uma forma que lhes dará mais crédito do que merecem.

Outra maneira de extrair coincidências misteriosas de um conjunto muito grande de possibilidades foi explorada em O Código da Bíblia, um livro best-seller na década de 1990. O autor, Michael Drosnin, pegou o Antigo Testamento e o organizou em uma grade de texto. Um algoritmo de computador destacou padrões de salto na grade, como “cada 4º caractere”, ou “2 transversalmente, 5 para baixo”, para produzir um enorme banco de dados de sequências de letras. Estes foram então peneirados por outro algoritmo que buscava palavras e frases e distâncias entre elas.

O método parecia prever muitos eventos históricos, incluindo o assassinato do primeiro-ministro israelense Yitzhak Rabin em 1995: um padrão de salto específico rendeu seu nome perto da frase “assassino que assassinará”.

“Paranormalismo”

Descobertas como essas podem parecer impressionantes. No entanto, os críticos provaram que o método funciona tão bem usando qualquer texto suficientemente longo. O próprio Drosnin estabeleceu esse desafio ao desafiar os críticos a encontrar o assassinato de Rabin previsto no romance Moby Dick. O matemático Brendan McKay  fez exatamente isso, junto com “profecias” para muitas outras mortes – incluindo as de Lincoln e Kennedy.

As coincidências às quais as pessoas prestam atenção são em grande parte um fenômeno social. O que o sociólogo Erich Goode chama de “paranormalismo”, uma abordagem não científica de alegações extraordinárias, é sustentado e transmitido por costumes, normas e instituições de grupo. O Código da Bíblia não poderia existir sem religião, por exemplo, e sua popularidade foi alimentada pela mídia de massa – como as entrevistas de seu autor no “The Oprah Winfrey Show” e em outros lugares. Em seu livro Scientifical Americans, a escritora de ciência Sharon Hill apresenta um argumento convincente de que a cultura popular nos EUA ajuda a promover refúgios seguros para a crença individual e coletiva no pseudocientífico e no paranormal.

Quanto a “Twosday”, concluirei sondando seu “significado oculto”. Pegue as três raízes de 02, 22 e 2022. Chegamos a 2 + 4 + 6 = 12, e o destino, número 3. Alguns numerólogos associam esse número com otimismo e alegria. Embora eu possa rejeitar o mensageiro, aceitarei essa mensagem.

* Barry Markovsky é professor emérito de sociologia na Universidade da Carolina do Sul (EUA).

** Este artigo foi republicado do site The Conversation sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original aqui.

Saiba mais
+ Carolina Dieckmann pede R$ 9 milhões por mansão no Rio
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua

Abraham Lincoln