Projeto com participação brasileira desenvolve planador hipersônico

Aparelho, resultado de uma colaboração de países europeus, Rússia, Austrália e Brasil, deverá voar a velocidades mais de sete vezes maiores que a do som

Simulação de voo de teste do planador: velocidades de mais de 8,5 mil quilômetros por hora. Crédito: ESA

A imagem acima mostra a simulação do voo de teste de um planador hipersônico que está sendo desenvolvido através da colaboração internacional HEXAFLY-INT, a qual envolve parceiros na Europa, na Rússia, na Austrália e no Brasil e é apoiada pela Comissão Europeia e pela Agência Espacial Europeia (ESA).

O objetivo do projeto é desenvolver e pilotar um planador que se moveria com velocidade de mais de sete vezes a velocidade do som (Mach 7, ou 8.568 km/h), projetado para surfar nas ondas de choque geradas por seu próprio voo de alta velocidade.

O Veículo de Teste Experimental de Voo (EFTV, na sigla em inglês) da HEXAFLY-INT será lançado da base de Alcântara (MA) em cima de um foguete de sondagem brasileiro VBS-43, antes de ser implantado para seu planador de teste. Inicialmente, o lançamento está programado para o próximo ano.

LEIA TAMBÉM: Projetos preparam a era dos aviões hipersônicos

Com 3,29 m de comprimento e 1,24 m de largura, o EFTV é um pouco menor que um carro compacto, com ponta e asas planas no nariz. Um estudo detalhado do seu desempenho aerodinâmico foi recentemente realizado pelo Centro Italiano Ricerche Aerospaziali, da Itália, financiado pelo Elemento de Desenvolvimento Tecnológico da ESA.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança