Projeto com participação brasileira desenvolve planador hipersônico

Aparelho, resultado de uma colaboração de países europeus, Rússia, Austrália e Brasil, deverá voar a velocidades mais de sete vezes maiores que a do som

Simulação de voo de teste do planador: velocidades de mais de 8,5 mil quilômetros por hora. Crédito: ESA

A imagem acima mostra a simulação do voo de teste de um planador hipersônico que está sendo desenvolvido através da colaboração internacional HEXAFLY-INT, a qual envolve parceiros na Europa, na Rússia, na Austrália e no Brasil e é apoiada pela Comissão Europeia e pela Agência Espacial Europeia (ESA).

O objetivo do projeto é desenvolver e pilotar um planador que se moveria com velocidade de mais de sete vezes a velocidade do som (Mach 7, ou 8.568 km/h), projetado para surfar nas ondas de choque geradas por seu próprio voo de alta velocidade.

O Veículo de Teste Experimental de Voo (EFTV, na sigla em inglês) da HEXAFLY-INT será lançado da base de Alcântara (MA) em cima de um foguete de sondagem brasileiro VBS-43, antes de ser implantado para seu planador de teste. Inicialmente, o lançamento está programado para o próximo ano.

LEIA TAMBÉM: Projetos preparam a era dos aviões hipersônicos

Com 3,29 m de comprimento e 1,24 m de largura, o EFTV é um pouco menor que um carro compacto, com ponta e asas planas no nariz. Um estudo detalhado do seu desempenho aerodinâmico foi recentemente realizado pelo Centro Italiano Ricerche Aerospaziali, da Itália, financiado pelo Elemento de Desenvolvimento Tecnológico da ESA.