Quando as estrelas chegam perto de montar uma esfera

O telescópio espacial Hubble mostra uma incrível imagem do aglomerado globular NGC 6717, na constelação de Sagitário

O aglomerado globular NGC 6717: espetáculo na constelação de Sagitário. Crédito: ESA/Hubble e Nasa, A. Sarajedini

Esta imagem repleta de estrelas obtida pelo telescópio espacial Hubble, da Nasa/ESA, retrata o aglomerado NGC 6717, que fica a mais de 20 mil anos-luz da Terra, na constelação de Sagitário. O NGC 6717 é um aglomerado globular, uma coleção quase esférica de estrelas fortemente unidas pela gravidade. Os aglomerados globulares contêm mais estrelas em seus centros do que em suas franjas externas, como esta imagem demonstra. As bordas escassamente povoadas do NGC 6717 contrastam com a coleção cintilante de estrelas em seu centro.

O centro da imagem também contém alguns intrusos de perto de casa. Estrelas brilhantes em primeiro plano próximas à Terra são cercadas por pontas de difração cruzadas formadas pela luz das estrelas interagindo com as estruturas que sustentam o espelho secundário do Hubble.

A área do céu noturno que contém a constelação de Sagitário também contém o centro da Via Láctea. Ele é preenchido com gás e poeira, que absorvem a luz. Essa absorção de luz – que os astrônomos chamam de extinção – torna o estudo de aglomerados globulares próximos ao centro da galáxia um desafio. Para determinarem as propriedades do NGC 6717, os astrônomos confiaram em uma combinação da Wide Field Camera 3 e da Advanced Camera for Surveys do Hubble.

Veja também
+ Jovem grava momento em que mulher morre sem saber que se tratava de sua mãe
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago