Queda de emissões na pandemia terá impacto mínimo na crise do clima

Retomada de atividades econômicas normais agora representaria uma queda nas temperaturas médias de apenas 0,01 grau Celsius ante as previsões pré-pandemia de covid-19

Poluição atmosférica: queda nas emissões durante a pandemia praticamente não muda as previsões de temperaturas médias para 2030. Crédito: Public Domain Images

A queda nas emissões diárias de carbono causada pela pandemia entre janeiro e abril deste ano teve um impacto muito pequeno para a trajetória de aquecimento do planeta. Essa é a conclusão de um estudo publicado na sexta-feira (7 de agosto) na revista “Nature Climate Change” e liderado pela Universidade de Leeds (Reino Unido).

De acordo com o estudo, a aplicação de medidas de distanciamento social mais abrangentes nesse período reduziu as emissões diárias em 17%, mas essa queda não teria impacto mensurável nas temperaturas globais. Isso porque se o planeta retomasse as atividades econômicas normais agora, mesmo com algumas medidas de restrição até o final do próximo ano, as temperaturas médias até 2030 seriam apenas 0,01 °C mais baixas que o esperado antes da pandemia.

O estudo destacou também que as condições para a retomada econômica serão cruciais para se definir a trajetória do aquecimento do planeta nas próximas décadas. Segundo os autores, uma recuperação estimulada por incentivos verdes, com uma transição energética mais forte e acelerada rumo a fontes renováveis, poderá evitar um aquecimento futuro de 0,3 °C até 2050. Agora, é tudo ou nada para a meta de 1,5 °C [do Acordo de Paris], disse Piers Forster, principal autor do estudo.

LEIA TAMBÉM: Coronavírus: quarentena causa queda na poluição em toda a Europa

Esta é uma oportunidade única para realmente se mudar a direção de nossas sociedades. Não precisamos voltar para onde estávamos [antes da pandemia], porque a crise também é a oportunidade de mudar.

A pesquisa foi destacada no Brasil pelo “Estadão” e, no exterior, por BBC News, “The Guardian” e “The Independent”.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança