Reino Unido quer ser neutro em carbono em 2050

A poluição do ar deverá ser alvo do controle do governo britânico para o cumprimento da meta. Foto: Wikimedia

O governo do Reino Unido anunciou ontem sua meta de atingir neutralidade de carbono em 2050. Na análise do Observatório do Clima, o compromisso, programado para ser enviado pela premiê Theresa May ao Parlamento hoje, torna o país, berço da Revolução Industrial, o primeiro membro do G7 a dar tal passo. O novo cenário deverá aumentar a pressão sobre outras economias do mundo desenvolvido por mais ambição no Acordo de Paris.

Tomada em meio à mais grave crise política britânica em décadas, marcada pela falta de acordo no Brexit e pela renúncia de Theresa May, a decisão ocorre poucas semanas depois de o Reino Unido decretar emergência climática e mostra que a necessidade de atacar a crise do clima transcende partidos e ideologia, salienta o Observatório do Clima: o atual governo, do Partido Conservador, é associado à direita e um dos candidatos à vaga de primeiro-ministro, o ex-prefeito de Londres Boris Johnson, é considerado da extrema direita dessa agremiação.

A meta evidencia também que britânicos de todo o espectro político entenderam o risco que a inação climática traz, assim como as oportunidades econômicas que a transição para a economia limpa abre.