Réptil pré-histórico era uma formidável máquina de matar

Antes considerado pesado e lento, o anteossauro, réptil que habitou a África há cerca de 260 milhões de anos, revelou-se um caçador supereficiente

Anteossauro: revisão de sua habilidade como predador. Crédito: Wits University

A julgar por seus dentes massivos de esmagamento de ossos, seu crânio gigantesco e sua poderosa mandíbula, não há dúvida de que o Anteosaurus, um réptil pré-mamífero que vagava pela África de 265 milhões a 260 milhões de anos atrás, durante o Permiano médio, era um carnívoro feroz. No entanto, embora se pensasse que essa criatura – que crescia até o tamanho de um hipopótamo ou rinoceronte adulto e tinha uma grossa cauda crocodiliana – era muito pesada e lenta para ser um caçador eficaz, um novo estudo mostrou que o anteossauro podia fugir, rastrear e matar sua presa com eficácia.

Apesar de seu nome e aparência feroz, o anteossauro não era um dinossauro, mas um dinocefálio – um réptil semelhante aos mamíferos anteriores aos dinossauros. Muito parecidos com os dinossauros, os dinocefálios governaram a Terra no passado, mas eles se originaram, prosperaram e morreram cerca de 30 milhões de anos antes que o primeiro dinossauro existisse.

Ossos fossilizados de dinocefálios são encontrados em muitos lugares do mundo. Eles se destacam por seu grande tamanho e peso. Eles são também grossos e densos, e o anteossauro não é exceção.

Arquitetura pesada

O crânio do anteossauro era ornamentado com grandes bossas (saliências e protuberâncias) acima dos olhos e uma longa crista no topo do focinho que, além de seus caninos dilatados, fazia seu crânio parecer o de uma criatura feroz. No entanto, por causa da arquitetura pesada de seu esqueleto, assumiu-se previamente que ele era um animal lento , capaz apenas de limpar ou emboscar sua presa, na melhor das hipóteses.

Comparação entre o crânio de um anteossauro e o de um humano. Crédito: Wits University

“Alguns cientistas até sugeriram que o anteossauro era tão pesado que só poderia ter vivido na água”, disse o dr. Julien Benoit, do Instituto de Estudos Evolucionários da Universidade de Witwatersrand (Wits University), na África do Sul, um dos autores da pesquisa.

Ao reconstruir em detalhes o crânio do anteossauro digitalmente usando imagens de raios X e reconstruções 3D, uma equipe de pesquisadores investigou as estruturas internas do crânio. Eles descobriram que as características específicas de seu cérebro e órgãos de equilíbrio foram desenvolvidas de tal forma que ele era tudo menos lento.

“Predadores ágeis como os guepardos ou o infame velociraptor sempre tiveram um sistema nervoso muito especializado e órgãos sensoriais ajustados que os permitem rastrear e caçar presas com eficácia”, diz Benoit. “Queríamos descobrir se o anteossauro possuía adaptações semelhantes.”

Sistema nervoso otimizado e especializado

A equipe descobriu que o órgão de equilíbrio do anteossauro (seu ouvido interno) era relativamente maior do que o de seus parentes mais próximos e outros predadores contemporâneos. Isso indica que o anteossauro podia se mover muito mais rapidamente do que suas presas e seus concorrentes. Eles também descobriram que a parte do cérebro responsável por coordenar os movimentos dos olhos com a cabeça era excepcionalmente grande. Essa teria sido uma característica crucial para garantir as habilidades de rastreamento do animal.

“Ao criarmos a reconstrução mais completa do crânio de um anteossauro até agora, descobrimos que, de modo geral, seu sistema nervoso foi otimizado e especializado para caçar e atacar rapidamente, ao contrário do que se acreditava antes”, diz a drª Ashley Kruger, do Museu de História Natural de Estocolmo (Suécia) e anteriormente da Wits University.

“Embora tenha vivido 200 milhões de anos antes do famoso dinossauro Tyrannosaurus rex, o anteossauro definitivamente não era uma criatura ‘primitiva’ e era nada menos que uma poderosa máquina de matar pré-histórica”, diz Benoit.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago