“Salão para beber” viking é descoberto em ilha escocesa

Salão ficava em propriedade possivelmente ocupada por um líder viking local; descoberta será útil para estudar hábitos alimentares dos moradores durante séculos

Pesquisadores trabalham em Skaill Farmstead, onde foi encontrado o salão viking. Foto: UHI

Um “salão de bebidas” possivelmente usado há 800 anos por um chefe viking de alto escalão foi descoberto nas ilhas Orkney (Órcadas), no litoral norte da Escócia, afirmam arqueólogos da University of the Highlands and Islands (UHI). Segundo o jornal “The Independent”, o local, descoberto em Skaill Farmstead, em Westness, teria sido um saguão de origem norueguesa desde o século 10.

Westness aparece na saga “Orkneyinga” (narrativa histórica sobre o arquipélago) como a casa de Sigurd, um poderoso chefe do século 12. De acordo com os pesquisadores, o sítio oferece uma oportunidade “inigualável” para estudar hábitos alimentares na região durante centenas de anos.

Os pesquisadores descobriram um prédio que parece ter mais de 13 metros de comprimento, com paredes de pedra “substanciais” separadas por 5,5 metros e bancos de pedra em seu interior.

LEIA TAMBÉMGuerreiras vikings

O achado é o mais importante do projeto da UHI Paisagens de Mudança – Arqueologia do Espaço Rousay Clearances e Westness Estate. Essa iniciativa explora já há alguns a fazenda de Skaill desde o período nórdico até seu abandono, no século 19.

 

Relevância

A palavra Skaill sugere que o local abrigava um salão nórdico ou um salão de bebidas de alto status. “Você nunca sabe, mas talvez o próprio conde Sigurd tenha se sentado em um dos bancos de pedra dentro do salão e bebido um jarro de cerveja”, afirmou Dan Lee, codiretor do projeto de escavação.

Arqueólogos têm investigado os estágios finais da fazenda e seus montes de lixo, dedicando atenção especial a práticas de dieta, agricultura e pesca daqueles tempos. “Recuperamos um milênio de pilhas de lixo que nos permitirão uma oportunidade incomparável de olhar para as mudanças nas tradições alimentares, na agricultura e nas práticas de pesca do período nórdico até o século 19”, disse Ingrid Mainland, codiretora do projeto.

Orkney foi um lugar de grande poder no império nórdico, e sua herança viking permanece forte ainda hoje, em nomes de locais e na arquitetura. Estudos genéticos revelaram que muitos habitantes do arquipélago descendem daqueles que colonizaram as ilhas no fim do século 8 d.C.

blog comments powered by Disqus