Sebastião Salgado e Gilberto Gil juntos em campanha pela Mata Atlântica

Campanha Refloresta quer produzir um milhão de mudas de espécies nativas do bioma por ano

Mata Atlântica no Caparaó: campanha quer ampliar ações de reflorestamento no bioma. Crédito: Heris Luiz Cordeiro Rocha/Wikimedia Commons

Inspirado pela Década da Restauração Florestal da ONU, iniciada neste ano, e por mais de 20 anos de experiência na recuperação de áreas naturais degradadas, o Instituto Terra lançou nesta semana a campanha Refloresta. Encabeçada pelo fotógrafo Sebastião Salgado e estrelada por Gilberto Gil, a campanha quer reunir esforços para ampliar ações de reflorestamento na Mata Atlântica, com o objetivo de produzir um milhão de mudas de espécies nativas do bioma por ano.

Em duas décadas, o Instituto Terra produziu 6 milhões de mudas, que permitiram a recuperação de 2,1 mil hectares de área degradada e 2 mil nascentes. A proposta da campanha é mostrar a restauração como uma arma importante de combate à mudança do clima, de melhora da segurança alimentar, de aumento do fornecimento de água e de proteção da diversidade biológica.

“Temos que trazer a Mata Atlântica de volta, fazer a vida possível outra vez no que hoje é uma terra arrasada”, disse Salgado a “O Globo”, citando o trabalho de seu instituto na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Bulcão, em Aimorés (MG). “Há 22 anos, a área era um deserto. Hoje, temos uma floresta renascida, com 173 espécies de pássaros, muitos mamíferos, até a onça-parda voltou.”

Estadão” e “Folha” também conversaram com Salgado e repercutiram a campanha. O Fantástico (TV Globo) exibiu o clipe da música de Gilberto Gil.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança