Seções

Base JUMPING na Malásia

O base jumping é um esporte radical que consiste em saltar de pára-quedas do alto de edifícios, pontes, antenas e outros pontos muito elevados. Em agosto, o campeonato mundial de base jumping, realizado em Kuala Lumpur, na Malásia, reuniu a fina flor dos praticantes desse esporte de alto risco. Do alto dos 421 metros da Torre Telecom, 120 competidores provenientes de vários países se revezaram nos saltos mortais. Na foto, um deles.

Imperadores de PEDRA

Em Zhengzhou, na província chinesa de Henan, soldados aproveitam o fim de semana para visitar as esculturas gigantes dos imperadores míticos Yandi e Huangdi. Com 106 metros de altura e ocupando uma área de 1.000 m2, a obra foi inaugurada recentemente e custou cerca de US$ 7 milhões. As esculturas são um dos maiores monumentos do mundo e fazem parte de um vasto programa em curso na China para a criação de novas atrações turísticas e melhoria das já existentes.

Água corrente em MARTE

Novas provas da existência de água em Marte há muitos milhões de anos foram encontradas pela sonda especial Mars Reconnaissance Orbiter. Examinando a foto do cânion Candor Chasma (no gigantesco Valle Marineris) obtida pela sonda, o geólogo norte-americano Chris Okubo notou um particular: a presença de halos brancos e de uma crista ao longo de linhas correspondentes a antigas fraturas do solo marciano.

No passado, água corrente teria circulado no local, fazendo a rocha endurecer e criando condições favoráveis à vida. Hoje, por conta da erosão atmosférica, restam alguns halos brancos na superfície e, inclusive, cristas em relevo. A zona compreendida na foto possui largura de aproximadamente um quilômetro.

A avançada geometria dos artistas ISLÂMICOS

Em visita ao Usbequistão (Ásia central), para dar uma conferência, o físico Peter Lu, da Universidade Harvard, teve uma imensa surpresaao entrar em uma mesquita: as formas dos azulejos que decoravam as paredes do templo mostravam um padrão geométrico “impossível”, explicável apenas com teorias moderníssimas de geometria e o uso de cálculos feitos por computador. No Ocidente, esse mesmo padrão foi descoberto apenas em 1973, pelo matemático britânico Roger Penrose. Antes dele, sabia-se que, para revestir uma superfície com azulejos iguais, podiamse usar apenas quadrados, triângulos ou hexágonos. Penrose percebeu que, com polígonos de cinco ou dez lados, era possível criar superfícies azulejadas regulares ainda mais sofisticadas. Mas descobriu-se agora que artistas islâmicos já haviam concebido os esquemas de Penrose há mais de 500 anos – e sem o uso de computadores…

Terapia com VENTOSAS

Em Guiyang, na China, um paciente se submete à terapia com ventosas num hospital da cidade. A técnica pertence à medicina tradicional chinesa, mas médicos modernos também a utilizam após a descoberta de que, quando a ventosa é deixada sobre a pele durante alguns minutos, ocorre na área uma estase (bloqueio de circulação) do sangue, possibilitando a realização de alguns tipos de tratamentos localizados. Para a medicina tradicional, a ventosa também pode estimular o sistema nervoso e manter o equilíbrio da circulação do sangue. Ela abre os meridianos (canais de energia sutil) do corpo.

No passado, essa técnica era chamada pelos chineses de “tratamento do chifre”. Em vez de copos, usavam-se cornos serrados de boi ou de carneiro. Colocado sobre a parte do corpo afetada, um pavio com óleo ou álcool é aceso e produz uma pequena chama, rapidamente apagada ao se sobrepor a ela o copo ou o chifre serrado. O vácuo provocado no interior do objeto produz um efeito de sucção na pele, capaz de aspirar pus ou sangue coagulado.

Vira-latas não têm vez no EGITO

A ONG Canadian Voice for Animals acusa o Egito de fuzilar sumariamente qualquer cão sem dono capturado nas ruas do país. Por causa da denúncia, o Egito tornouse alvo de críticas internacionais. A organização ameaça levar o caso aos tribunais e a fazer campanhas de boicote econômico ao Egito caso as autoridades desse país não adotem medidas de proteção aos animais.

Farejando o câncer

Parecido com um celular, o chamado “nariz que cheira câncer”, criado por cientistas israelenses, é capaz de detectar tumores e a região em que eles estão localizados. O paciente respira em um tubo ligado ao dispositivo e, depois de 30 segundos, tem-se o resultado. O aparelho ainda está em fase de testes. Por enquanto, só emite alertas em casos nos quais o câncer está em fase adiantada de desenvolvimento.

Esse CORAÇÃO é meu!

A inglesa Jennifer Sutton, na foto, fez uma cirurgia de transplante de coração há apenas quatro meses. Em setembro, numa galeria de Londres (Inglaterra), ela foi ver seu velho coração transformado em… obra de arte. Com a cicatriz da operação ainda bem visível, essa doutora em ciências de 23 anos posou diante do coração antes escondido em seu peito e agora conservado pela eternidade afora numa cubo de plexiglass.

Marroquinos fazem PATO nascer em ovo de galinha

Por meio de uma transferência embrionária, cientistas marroquinos conseguiram colocar um embrião de pato em um ovo de galinha e levá-lo até o pleno desenvolvimento. A experiência é considerada um grande passo para a ciência genética. Antes, esse tipo de transferência só havia sido feito com mamíferos.

Tubos no oceano contra o AQUECIMENTO global

Em artigo na revista científica Nature, Chris Rapley, diretor do Museu de Ciência em Londres, e James Lovelock, criador da Teoria de Gaia, sugerem que gigantescos tubos verticais flutuantes poderiam misturar a água da superfície com a das profundezas a fim de fertilizar as algas marinhas que absorvem o dióxido de carbono (CO2, o principal gás causador do efeito estufa) da atmosfera. A técnica está sendo testada pela empresa Atmocean e, segundo o seu diretor, Phil Kithil, a instalação de 134 milhões de canos pode retirar um terço do CO2 produzido anualmente pelos humanos. Considerase que o método pode estimular o crescimento de microrganismos produtores de uma substância que contribui para o bloqueio da entrada da luz solar nas águas, o que provocará o esfriamento do planeta.

Vírus Ebola provoca mais mortes no CONGO

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o recente surto do vírus Ebola – o pior dos últimos anos – matou 166 e infectou 37 pessoas na província de Kasai Ocidental, no centro da República Democrática do Congo. Especialistas já foram enviados à região e a OMS declarou que não é preciso impor restrições de viagens para o país.

As nações vizinhas, no entanto, mostram-se apreensivas. Uganda, por exemplo, emitiu alerta vermelho nas fronteiras e instruiu os funcionários do aeroporto de Entebbe, o maior do país, a prestar atenção naqueles que apresentam sintomas da doença. Acredita-se que o Ebola tenha sido transmitido através da carne de animais selvagens e do contato com sangue e excrementos de pessoas contaminadas.

Ameaça atenuada

Astrônomos integrantes do projeto Whole Earth descobriram um planeta, V391 Pegasi b, que sobreviveu à fase “gigante vermelha” da estrela de seu sistema. A fase corresponde ao esgotamento de hidrogênio na estrela, que a faz expandir-se, engolindo os corpos celestes ao redor. Essa descoberta dá esperanças de que a Terra não desaparecerá quando o Sol morrer, daqui a cerca de cinco bilhões de anos. O planeta V391 Pegasi b se encontra na constelação de Pégaso, a aproximadamente 4,5 mil anos-luz da Terra, e é três vezes maior que Júpiter, o que pode explicar sua sobrevivência. Mas ninguém deve se animar com isso: segundo estudos, caso nosso planeta não desapareça, sua temperatura será tão elevada que ele ficará inabitável.

A Terra pode resistir à transformação do Sol em gigante vermelha. Mas a vida no planeta seria totalmente extinta.

SAPO transparente

Cientistas japoneses criaram em laboratório um sapo com pele transparente. Exemplares como esse, obtidos a partir de sapos marrons, comuns no Japão, pouparão recursos para estudos sobre como doenças e produtos químicos agem no organismo, uma vez que não serão mortos nem dissecados. Os cientistas planejam futuramente exportar o animal. Por enquanto, apenas um entre 16 sapos criados por essa técnica é transparente. Os cientistas ainda não conseguiram transferir as características da pele de geração para geração e afirmam que os ovos dessa nova espécie se desenvolvem mal.

Vire um DJ e RELAXE

O envolvimento com a música é uma excelente alternativa para relaxar, descontrair e se divertir. Pensando nisso, a Escola de DJs Rhythm, em São Paulo, lançou cursos com o sugestivo título de “Som Terapia”. A idéia é atrair pessoas que normalmente não pensariam em fazer um curso de DJ (disk-jóquei), por considerar que isso é coisa para jovens ligados somente em música tecno. “Existe uma visão equivocada a respeito dos DJs. Na verdade, um bom DJ não tem preconceito quanto a qualquer tipo de música ou ritmo. Executivos, médicos e todos os demais profissionais encontram nesse contato com a música uma ótima opção de atividade lúdica e relaxante”, diz o DJ Akeen, professor da Rhythm. Mais informações: Rhythm Áudio Produções, Rua Caravelas, 417, Vila Mariana, São Paulo. Fone (11) 5084- 4899. Sites: www.rhythm.com.br ou www.rapestudio.com.br

Ecocidade CHINESA

O governo chinês planeja tornar a vila de Dongtan – localizada na ilha de Chongming, a 25 quilômetros de Xangai – na primeira cidade ecológica do mundo. Segundo o projeto, cada casa estará a, no máximo, sete minutos de um ponto de transporte público; os prédios, de três a seis andares, não terão elevador; as habitações deverão receber o máximo de luz no inverno e o mínimo no verão; o lixo será 80% reciclável; a energia virá de recursos renováveis, entre outras características. Dongtan deverá ser “inaugurada” em 2010, com dez mil habitantes – um total que, estima- se, chegará a cerca de 500 mil moradores em 2050.

COMPARTILHAR