Sete costumes natalinos diferentes, das Américas à Ásia

Tronco de madeira que "defeca" presentes, iguarias com aves em decomposição, bananeiras como árvores de Natal estão entre as tradições natalinas apresentadas a seguir

Caga Tió catalão: "alimentado" para, na véspera de Natal, "defecar" presentes para as crianças. Crédito: Slastic/Wikimedia

Não faltam tradições curiosas e diferenciadas sobre o Natal ao redor do mundo. Confira a seguir sete delas, espalhadas da Groenlândia à Índia e listadas pelo jornal inglês “The Independent”.

1) Caga Tió, Catalunha

Entre as tradições catalãs estranhas dessa época do ano, uma das mais curiosas é o Caga Tió, ou “Tió de Natal”. Desde 8 de dezembro, uma criatura sorridente é criada a partir de um pequeno tronco e colocada na mesa da sala de jantar, com parte do corpo debaixo de um diminuto cobertor. O tronco deve ser “alimentado” pelas crianças da casa todos os dias com frutas, nozes e doces antes de – na véspera de Natal – ser espancado com palitos, enquanto se canta uma canção específica para fazer o personagem excretar as guloseimas que “ingeriu”. Depois disso, as crianças saem da sala, e os adultos escondem debaixo do cobertor presentes – originariamente, doces ou pequenas lembranças.

2) Santa Kurohsu, Japão

O Natal não é um feriado nacional no Japão, mas isso não impede que um grande número de pessoas comemore a data ali. Diz-se que Papai Noel, ou Santa Kurohsu, tem olhos na parte de trás da cabeça para ficar de olho em crianças malcriadas, enquanto o bolo de Natal japonês geralmente é feito de pão de ló, chantilly e morangos.

LEIA TAMBÉM: Sete tradições que aterrorizam no Natal e no ano-novo

3) Sapatos, República Tcheca

No Natal, as mulheres tchecas usam um truque inteligente para prever sua vida amorosa no próximo ano. Mulheres solteiras ficam de costas para as portas da frente e jogam sapatos por cima dos ombros. Se um sapato cair com os dedos apontando na direção da porta, a mulher estará em um relacionamento sério nos 12 meses seguintes.

4) Vassouras, Noruega

Na Noruega, acredita-se que a véspera de Natal coincide com a chegada de espíritos malignos e bruxas. Para se protegerem, as famílias escondem todas as vassouras antes de irem para a cama.

5) Árvore com teia e aranha, Ucrânia

As árvores de Natal ucranianas são tradicionalmente decoradas com uma teia e aranha falsas. O costume, que se diz traria boa sorte, deriva de um conto de mulheres velhas sobre uma mulher pobre que não podia dar ao luxo de decorar sua árvore. Ela acordou na manhã de Natal e descobriu que uma aranha a cobria em uma teia brilhante.

6) Mattak e kiviak, Groenlândia

A Groenlândia tem iguarias de Natal bem peculiares. O mattak – pele crua de baleia com gordura – é uma delas. Outra é o kiviak: um auk (pequeno pássaro) é envolto em pele de foca, enterrado por vários meses e depois comido após a decomposição.

7) Bananeiras e mangueiras decoradas, Índia

Os cerca de 25 milhões de indianos cristãos celebram o Natal de forma semelhante à do Ocidente. O dia é comemorado com missa da meia-noite e entrega de presentes. Na ausência de pinheiros ou abetos (as tradicionais árvores de Natal), porém, bananeiras e mangueiras são decoradas com motivos natalinos.