Sexo e veículos autônomos: uma relação íntima

Consequência inesperada da multiplicação de veículos autônomos deverá ser o aumento das relações sexuais nos trajetos

Carro autônomo: útil para o turismo sexual?

Uma consequência inesperada da multiplicação de veículos autônomos deverá ser o aumento das relações sexuais nos trajetos, indica um estudo britânico. Cerca de 60% dos americanos já fizeram sexo em carros, lembram os pesquisadores. A tendência é esse índice aumentar com a relativa privacidade de um automóvel e o fim da necessidade de prestar atenção à estrada.

Segundo Scott Cohen, da Universidade de Surrey (Reino Unido), que liderou o estudo divulgado em novembro na revista “Annals of Tourism Research”, veículos autônomos podem se tornar até um novo lugar para o turismo sexual. Mas isso não ocorrerá tão cedo, prevê ele: a autonomia veicular não será uma realidade antes dos anos 2040.

Se depender das novas regras anunciadas pelo próprio Reino Unido, é capaz que isso aconteça antes do que o pesquisador imagina! O Departamento  de transportes acredita estar no caminho certo para ter veículos totalmente autônomos nas estradas até 2021.

Saiba mais
+ Carolina Dieckmann pede R$ 9 milhões por mansão no Rio
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua