Sexta-feira 13 terá lua cheia e “lua de colheita” no Norte

Neste ano, a "lua da colheita", que marca o fim do verão no Norte, coincidirá com a sexta-feira 13

Para as pessoas supersticiosas, sexta-feira 13 é um dia de azar. Mas esta sexta-feira 13 não será uma qualquer, já que seremos agraciados por uma lua cheia. A última vez que esses fenômenos coincidiram foi em 2000, e a próxima será só em 2049.

LEIA TAMBÉM: Sexta-feira 13: dez curiosidades sobre o dia da má sorte

Para os habitantes do hemisfério Norte, essa lula cheia terá um significado especial, já que é a “lua de colheita”.

De acordo com o folclore, cada lua cheia tem um nome, cada um com a referência da época do ano ou mês em que ela aparece. A lua de colheita é a lua cheia mais próxima do equinócio de outono, ou seja, o final do verão e início do, que acontece dia 23 de setembro para o hemisfério Norte. Ela tem esse nome porque, durante a época da colheita, às vezes os fazendeiros precisam trabalhar até mais tarde, e aproveitam a luz da lua que ilumina os campos.

Em alguns países da Europa essa lua também é chamada de “lua das frutas”, já que algumas delas amadurecem nesta época, ao final do verão.

Segundo a NASA, geralmente a lua cheia nasce uma média de 50 minutos mais tarde a cada noite. Mas, nas noites da lua de colheita, o satélite aparece mais ou menos no mesmo horário: apenas 25 a 30 minutos mais tarde nos Estados Unidos e 10 a 20 minutos mais tarde no Canadá e Europa.

Nos EUA a Lua aparecerá totalmente cheia de 21h33 de sexta-feira às 12h33 da madrugada de sábado, dependendo da região e fuso horário local. A lua parecerá cheia até a madrugada do domingo.

Mas a lua da colheita deste ano também será menor: 14% menor, para ser mais preciso. Isso porque a Lua está em seu apogeu, que é o ponto mais distante da Terra.

 

COMPARTILHAR