Sonda Juno capta impressionante imagem do hemisfério sul de Júpiter

Ciclones enormes e nuvens caóticas são destaques na foto tirada em 3 de novembro

Hemisfério sul de Júpiter: grandes ciclones aparecem em diferentes pontos da imagem. Crédito: Nasa/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/AliAbbasiPov

Logo após seu sobrevoo de Júpiter em 3 de novembro de 2019, a sonda Juno, da Nasa, captou esta vista impressionante do hemisfério sul de Júpiter, à medida que a sonda se afastava do planeta gigante. A imagem captura ciclones enormes perto do polo sul de Júpiter, bem como as nuvens caóticas da turbulenta área entre a faixa laranja e a região polar (marrom).

Quando esta foto foi tirada, Juno estava viajando a cerca de 137 mil quilômetros por hora em relação ao planeta. Pouco mais de uma hora antes – no ponto mais próximo dos topos das nuvens –, a sonda havia atingido velocidades em relação a Júpiter acima de 209 mil quilômetros por hora.

A presente imagem foi criada pelo cientista cidadão Ali Abbasi usando dados do dispositivo JunoCam da sonda. Ela foi tirada durante o 23º sobrevoo de Júpiter realizado pela nave. No momento em que a imagem foi obtida, a Juno estava a 104.600 quilômetros do planeta, a uma latitude de 70 graus sul.

LEIA TAMBÉM: Nasa observa mancha negra gigante em Júpiter

As imagens brutas da JunoCam estão disponíveis para o público ler e processar produtos de imagem em https://missionjuno.swri.edu/junocam/processing.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança