Sonda Juno examina o equador de Júpiter

Na faixa equatorial, nuvens brancas e grossas predominam na atmosfera do maior planeta do Sistema Solar

A atmosfera de Júpiter tem muitas variações de cor, mas na zona equatorial são as nuvens brancas que predominam. Crédito: Nasa/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Kevin M. Gill

Na turbulenta atmosfera de Júpiter, o domínio, ao menos na faixa equatorial, pertence a nuvens brancas e espessas, captadas aqui em imagem da câmera da sonda Juno (JunoCam), da Nasa.

Essas nuvens complicam a interpretação das medições de infravermelho da água. Nas frequências de micro-ondas, porém, as mesmas nuvens são transparentes, permitindo que o radiômetro de micro-ondas da Juno meça a água nas profundezas da atmosfera jupiteriana.

LEIA TAMBÉM: Descoberta em Júpiter pode explicar origem da água no Sistema Solar

Esta foto foi adquirida durante o sobrevoo da Juno sobre o maior gigante gasoso do Sistema Solar, em 16 de dezembro de 2017. As imagens brutas da JunoCam estão disponíveis para o público ler e processar produtos de imagem em:  https://missionjuno.swri.edu/junocam/processing.