Tatuzão pré-histórico

Divulgação

Um tatu gigante, com mais de dois metros de comprimento, um metro de altura, cerca de 220 kg e uma carapaça que lembra um orelhão telefônico, foi descoberto em uma caverna da Chapada Diamantina (BA) por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A espécie, denominada Pampatherium (“animal dos pampas”), viveu no fim do Pleistoceno, há cerca de 12 mil anos, e habitava o Nordeste, chegando até o interior da Bahia e de Minas Gerais.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR