Tensão havaiana

Em erupção desde o início de maio, o Kilauea mostra – com a apreensão previsível em um lugar habitado – como o arquipélago expande sua área

Lava liberada pelo Kilauea: destruição e renovação na ilha (Foto: Alfribeiro)

O Havaí é um arquipélago vulcânico, e o Kilauea, localizado no sul da maior ilha, é o mais ativo desses vulcões. Cerca de 90% da sua superfície é formado por lava com menos de 1.100 anos de idade. Em erupção desde o início de maio, o Kilauea mostra – com a apreensão previsível em um lugar habitado – como o arquipélago expande sua área. Por fissuras na montanha saem jatos de lava cuja temperatura pode ultrapassar 1.000°C. Até 21 de maio, dezenas de casas haviam sido destruídas, milhares de pessoas foram retiradas de suas casas e um morador foi ferido por um salpico de lava. O governo local alertou que a entrada da lava quente no oceano pode poluir o ar da região com nuvens ácidas conhecidas como “laze” (fusão de “lava” e “haze”, neblina em inglês).

COMPARTILHAR
blog comments powered by Disqus