• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Featured24/06/2022

‘Terapia de viagem’: férias podem ajudar na saúde mental e no bem-estar

As férias podem ter um impacto positivo em pessoas com problemas ou condições de saúde mental. Crédito: N/A

24/06/22 - 12h26min - Atualizado em 24/06/22 - 12h27min

Muitos de nós provavelmente já ouviram falar de musicoterapia e arteterapia – mas e a “terapia de viagem”?

Um novo artigo interdisciplinar da Universidade Edith Cowan (ECU, da Austrália) publicado na revista Tourism Management, propõe que mudemos a maneira como vemos o turismo, vendo-o não apenas como uma experiência recreativa, mas como uma indústria que pode fornecer benefícios reais à saúde.

A colaboração entre o Centro de Saúde de Precisão e a Faculdade de Administração e Direito da ECU descobriu que muitos aspectos de sair de férias podem ter um impacto positivo em pessoas com problemas ou condições de saúde mental.

O pesquisador principal, Jun Wen, disse que a equipe diversificada de especialistas em turismo, saúde pública e marketing investigou como o turismo pode beneficiar aqueles que vivem com demência.

“Especialistas médicos podem recomendar tratamentos de demência, como musicoterapia, exercícios, estimulação cognitiva, terapia de reminiscência, estimulação sensorial e adaptações às refeições e ao ambiente do paciente”, disse Wen. “Tudo isso também é encontrado com frequência durante as férias. (...) Esta pesquisa está entre as primeiras a discutir conceitualmente como essas experiências de turismo podem funcionar como intervenções de demência”.

Diversão de férias… ou tratamento?

Wen disse que a natureza variada do turismo significava que havia muitas oportunidades para incorporar tratamentos para doenças como a demência.

Por exemplo, estar em novos ambientes e ter novas experiências pode proporcionar estimulação cognitiva e sensorial.

“O exercício tem sido associado ao bem-estar mental e viajar geralmente envolve maior atividade física, como mais caminhadas”, disse Wen. “As refeições costumam ser diferentes nas férias: geralmente são mais assuntos sociais com várias pessoas e as refeições em estilo familiar influenciam positivamente o comportamento alimentar dos pacientes com demência. E depois há o básico, como ar fresco e sol, aumentando os níveis de vitamina D e serotonina. Tudo o que se junta para representar uma experiência de turismo holística facilita ver como os pacientes com demência podem se beneficiar do turismo como intervenção.”

Mudança de pensamento

Wen disse que o impacto da covid-19 nas viagens nos últimos anos levantou questões sobre o valor do turismo além do estilo de vida e dos fatores econômicos. “Descobriu-se que o turismo aumenta o bem-estar físico e psicológico”, disse ele. “Então, após a covid, é um bom momento para identificar o lugar do turismo na saúde pública – e não apenas para turistas saudáveis, mas também para grupos vulneráveis.”

Wen disse esperar que uma nova linha de pesquisa colaborativa possa começar a examinar como o turismo pode melhorar a vida de pessoas com várias condições. “Estamos tentando fazer algo novo na ponte entre turismo e ciência da saúde”, disse ele. “Deverá haver mais pesquisas empíricas e evidências para ver se o turismo pode se tornar uma das intervenções médicas para diferentes doenças, como demência ou depressão.”

“Então, turismo não é só viajar e se divertir”, concluiu ele. “Precisamos repensar o papel que o turismo desempenha na sociedade moderna.”

Saiba mais

+ CPF do remetente deverá constar nas encomendas enviadas pelos Correios
+ Por que Saturno é tão temido?
+ Astrônomos chegam a consenso sobre a idade do universo
+ Fã ‘faz diagnóstico’ de hérnia em Rafa Kalimann, que confirma
+ Corpo de responsável por câmeras de clube onde petista foi assassinado é encontrado no Paraná
+ Por que Saturno é tão temido?
+ Veja objetos, símbolos e amuletos que atraem riqueza
+ Anitta conta o que a levou a fazer tatuagem no ânus
+ Ancestral humano desconhecido deixou pegadas estranhas na África


bem-estar