Tesouros do Cerrado

A exótica beleza da Serra da Canastra, com suas indescritíveis cachoeiras, seus rios, sua fauna e sua flora, inspirou este lançamento

 

Serra da Canastra

Lester Scalon, Ed. Empresa das Artes, 240 págs., R$ 130.

Você conhece a Serra da Canastra, lá nas Gerais? Não, pois então esse livro é uma oportunidade de conhecer um “tiquim” desse paraíso que se espalha pelos municípios mineiros de Capitólio, Sacramento, Delfinópolis, São João Batista do Glória, Vargem Bonita, São Roque de Minas e Piumhi. A Serra da Canastra abriga um parque nacional. Com mais de 71 mil hectares, ele é o berço do Rio São Francisco. Situado no divisor de águas entre as bacias hidrográficas dos rios Paraná e São Francisco, o lugar foi criado em 1972 para proteger as inúmeras nascentes existentes em seu interior e sua fauna e flora.

A extensa área é hábitat de espécies, como o pato-mergulhão, a onça-parda e o urubu-rei. Ali também vivem o tamanduábandeira, o lobo-guará e o tatu-canastra, todos ameaçados de extinção.

Com altitudes que variam entre 900 e 1.460 metros, o parque tem vegetação típica do Cerrado, com pontos de Mata Atlântica. Nessa vastidão de terra convivem várias espécies de flora – são mais de 1.200 plantas, algumas endêmicas e que só brotam ali. Nada mais natural que a Serra da Canastra, com suas inúmeras paisagens repletas de cachoeiras, trilhas, lagos e exóticos animais selvagens, tenha inspirado o fotógrafo Lester Scalon.

Por muito tempo, o profissional percorreu o extenso território mineiro, à espreita sempre do melhor momento, luz, posicionamento e clique para obter as imagens. O resultado de seu trabalho agora pode ser conhecido nessa caprichada edição bilíngue (português-inglês), produzida pela Empresa das Artes. Entre seus tesouros, fotos da nascente histórica do Velho Chico, cachoeiras, insetos, borboletas, onças, gatos selvagens, lobos-guará, cobras… Enfim, inúmeros “moradores” que habitam (e enfeitam) aqueles solos. O livro é um passeio pelo Cerrado, documentado pelas imagens captadas com muita sensibilidade pelas lentes de Lester.

FUTURO DO PLANETA

ÁGUA, PACTO AZUL

A Crise Global da Água e a Batalha pelo Controle da Água Potável no Mundo

Maude Barlow, Ed. M. Books, 200 págs., R$ 49.

Ao lado do aquecimento global, a crescente escassez de água potável em diversos lugares do mundo é atualmente uma das mais sérias ameaças à sobrevivência humana. Neste livro, a ativista canadense discute a questão da água e conta como empresas de água estão obtendo grandes lucros com a diminuição dos suprimentos e como pessoas comuns de todo o mundo se uniram para recuperar o direito público à água limpa, criando um movimento global da sociedade civil pela justiça da água.

FEMININO SAGRADO

APARECIDA DO BRASIL

A Madona Negra da Abundância

Lucy Penna, Ed. Paulus, 208 págs., R$ 28.

Em busca da compreensão da fé em Nossa Senhora Aparecida, que “misteriosamente” deu vida a um rio sem peixes e devolveu a esperança aos pescadores que encontraram sua imagem no Rio Paraíba (primeiro o corpo e depois a cabeça), a pesquisadora sobre o feminino sagrado emerge dentro desse fenômeno e analisa a devoção que a imagem suscitou e os ataques que sofreu, destacando os aspectos psicológicas presentes na história de Aparecida e sua relação com o caráter nacional brasileiro.

Gaia: Alerta Final, James Lovelock, Ed. Intrínseca, 264 págs., R$ 29,90.

Lovelock recorre a dados científicos para rechaçar os consensos brandos dos relatórios do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU, alertando que os problemas ambientais do século 21 são ainda muito mais graves do que se supõe.

 

As profecias do Apocalipse e o Livro de Daniel –

As Raízes do Código da Bíblia, Observações de Isaac Newton, Ed. Pensamento, 224 págs., R$ 25,60.

Revela o Newton que não conhecemos: o homem comum , que buscava no inusitado e no oculto respostas para algo que ele não conseguiu encontrar só nas leis da física.

 

A Verdade por Trás do Símbolo Perdido – Tudo que Você Precisa Saber sobre o Novo Best-Seller de Dan Brown, Tim Collins, Ed. Cultrix, 176 págs., R$ 19,90.

Tem como proposta fornecer explicações sobre os rituais, cenários, símbolos e dados históricos e científicos mencionados em O Símbolo Perdido, de Dan Brown.

 

Sentidos do Tempo, C. Vagley, Ed.Abev, 341 págs., R$ 39,50.

Esse romance mescla ficção, ciência, história e aventura. O enredo gira em torno de George, o personagem central. Professor de física, ele desenvolve secretamente uma teoria e um equipamento (uma caixa preta) capaz de realizar viagens no tempo.

 

Felicidade, o Deus Nosso de Cada Dia – Como, Quando e Onde Encontrá-Lo, Alfredo Assumpção, Ed. Saraiva, 188 págs., R$ 29.

Oferece uma fórmula para o bemviver: afirma que só chega a Deus aqueles que primeiro encontram a felicidade. A partir desse conceito, compartilha as suas crenças, visões, metas e seus objetivos de vida.

Daguerreótipos, Marcus Accioly, Ed. Escrituras, 222 págs., R$ 35.

Do mesmo autor de Sísifo(1976) e Latinomérica(2001), esses

165 poemas em forma de soneto

(apenas dois deles não surgem

nesse estilo) discorrem sobre personalidades

da cultura mundial, entre as quais Casemiro de Abreu, Homero, Goethe e Flaubert.

 

 

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança

COMPARTILHAR