Tietê menos poluído

Marcos Santos/USP Imagens
Águas do Tietê em Santana do Parnaíba: a sujeira no rio continua, mas já é menor do que nos anos 1990

As tristes imagens das águas do Tietê na região metropolitana de São Paulo mostram que o rio segue sujíssimo, mas o quadro já não é tão ruim quanto em 1993, quando foi iniciado um programa de despoluição patrocinado por uma agência do governo japonês. Entre 1993 e 2014, o trecho em que o rio é considerado totalmente morto caiu de 530 km para 70,7 km, uma queda de 87%, de acordo com a Sabesp. Um estudo divulgado em 2014 pela Fundação SOS Mata Atlântica mostra que a mancha de poluição do Tietê está entre os municípios de Guarulhos e Pirapora do Bom Jesus – antes, ela ia de Mogi das Cruzes a Barra Bonita. O perfil da poluição do rio também mudou nesse período: antes ele se caracterizava por produtos químicos, e agora é dominado pelo esgoto doméstico.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR