Transformação pelo surfe

"Quero retribuir um pouco do que o surfe já me deu, incentivando crianças e jovens"

Gabriel Medina

Perto de completar 24 anos, o surfista de São Sebastião (SP) Gabriel Medina, campeão mundial em 2014, demonstra desde cedo disposição de ajudar o próximo. A vontade do rapaz de usar seu esporte para impulsionar o progresso indivi­dual ganhou forma em 2017 com a criação do Instituto Gabriel Medina, na mesma praia onde ele aprendeu a surfar, em Maresias.

De início, a instituição, na qual a família de Medina tem papel fundamental, está apoiando 60 crianças e jovens da região com habilidade para o surfe. Os escolhidos, com idade entre 10 e 16 anos, recebem gratuitamente orientações sobre a prática de natação e surfe, além de aulas de inglês, tecnologia e alimentação e de assistência médica e odontológica. Os treinamentos acontecem no contrafluxo do horário escolar.

O empreendimento é novo, mas já conta com incentivo governamental e tem resultados a comemorar: dois dos pupilos, por exemplo, se classificaram para o Mundial Júnior, no Japão. O objetivo, Medina e sua família não escondem, é fazer do instituto uma referência mundial na formação de talentos para o surfe de primeira linha.

Veja também
+ Jovem grava momento em que mulher morre sem saber que se tratava de sua mãe
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago