Trilha feita por animal há meio bilhão de anos é encontrada na China

Fósseis desenterrados são o sinal mais convincente do início da mobilidade animal

A trilha deixada pelo Yilingia spiciformis: tempos iniciais da mobilidade em seres terrestres. Foto: Virginia Tech College of Science

Cientistas dos Estados Unidos e da China encontraram uma das primeiras trilhas feitas por animais na superfície da Terra, há cerca de meio bilhão de anos. A descoberta foi publicada recentemente na revista “Nature”.

Os achados estão na mesma unidade de rocha e têm aproximadamente a mesma idade das pegadas de insetos encontradas por Shuhai Xiao, professor de geociências da Virginia Tech College of Science, e sua equipe de pesquisadores em uma série de escavações de 2013 a 2018 na área das gargantas do rio Yangtze, no sul da China.

LEIA TAMBÉM: “Ainda não é possível detectar outra Terra”

Para Xiao, os fósseis desenterrados, incluindo os corpos e trilhas deixados por uma espécie animal antiga, são o sinal mais convincente da mobilidade animal antiga, que remonta há cerca de 550 milhões de anos. Chamado Yilingia spiciformis (Yiling é a cidade chinesa próxima do local da descoberta), o animal foi encontrado em várias camadas de rocha por Xiao e Zhe Chen, Chuanming Zhou e Xunlai Yuan, do Instituto de Geologia e Paleontologia da Academia Chinesa de Ciências de Nanjing.

O Yilingia spiciformis era uma criatura semelhante a uma centopeia, com até 2,5 centímetros de largura e 10 centímetros de comprimento. Ele arrastava seu corpo pelo fundo do oceano lamacento e descansava ao longo do caminho, deixando rastros de até 60 centímetros.

Preservação

A origem de animais bilateralmente simétricos (conhecidos como bilaterianos), com corpos segmentados e mobilidade direcional, é um evento monumental no início da evolução dos animais. Estima-se que isso tenha ocorrido no período Ediacarano, entre 635 e 539 milhões de anos atrás. Mas até essa descoberta de Xiao e sua equipe, não havia evidências fósseis convincentes para substanciar essas estimativas. Um dos espécimes recuperados é particularmente importante porque o animal e a trilha que produziu pouco antes de sua morte foram preservados juntos.

“Essa descoberta mostra que os animais segmentados e móveis evoluíram 550 milhões de anos atrás”, disse Xiao. “A mobilidade possibilitou aos animais uma pegada inconfundível na Terra, literal e metaforicamente.”

A descoberta também marca o que pode ser o primeiro sinal de tomada de decisão entre os animais, pois as trilhas sugerem um esforço para se aproximar ou se afastar de algo, talvez sob a direção de um sofisticado sistema nervoso central, disse Xiao. A mobilidade dos animais levou a impactos ambientais e ecológicos no sistema da superfície da Terra e, finalmente, levou ao substrato cambriano e a revoluções agronômicas, ele disse.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança